iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

21/10 - 14:43

Tribunal absolve Presidente do Porto por acusação de corrupção

O juiz considerou que o processo não tinha uma base sólida, além de provas que envolvessem Pinto da Costa

EFE

LISBOA (Portugal) - Um tribunal português decidiu hoje arquivar o processo contra o presidente do Porto, Nuno Pinto da Costa, acusado de "corrupção ativa" pela suposta compra de um árbitro.

Segundo a acusação, parte do chamado caso "Apito Dourado", o dirigente supostamente teria participado de um esquema com o empresário Antonio Araújo para subornar Augusto Duarte, árbitro da partida entre Nacional e Benfica em 22 de fevereiro de 2004.

O juiz considerou que o processo não tinha uma base sólida, além de provas que envolvessem Pinto da Costa.

"Segundo a Procuradoria, Pinto da Costa estava por trás do acordo do empresário Araújo com o árbitro. Naquele momento do torneio, a diferença entre Benfica e Porto (então primeiro colocado) era de nove pontos, por isso não existia interesse algum em comprar o árbitro", comentou o juiz.

O escândalo "Apito dourado" veio à tona em março de 2004, depois de a Polícia Judiciária receber uma carta anônima afirmando que os dirigentes da equipe do Gondomar, da segunda divisão B, tentavam subir por meio de subornos.


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo