iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

21/10 - 23:03

Pela Sul-Americana, Estudiantes vence Botafogo e fica perto da semi

Para reverter a situação, Fogão terá que vencer por três gols de diferença no jogo de volta, no Rio

Gazeta Esportiva

BUENOS AIRES (Argentina) - O Estudiantes conseguiu um ótimo resultado hoje ao vencer o Botafogo por 2 a 0, em La Plata, pela ida das quartas-de-final da Copa Sul-Americana. Os gols foram marcados no momento em que a equipe treinada por Leonardo Astrada tinha um homem a menos em campo.

Sem marcar fora de casa, a situação do Botafogo se complicou no torneio continental. Na volta, os comandados de Ney Franco precisarão vencer por três gols de diferença para avançar às semifinais.

Nos primeiros minutos de partida, o time carioca mostrou excesso de cautela, se preocupando exclusivamente com a defesa. Com isso, os argentinos adiantaram a marcação, deixando o Botafogo acuado em seu campo de defesa.

Aos cinco minutos, a zaga alvinegra cochilou e o atacante Mauro Boselli conseguiu finalizar, livre, dentro da área. No entanto, Juan Castillo espalmou e evitou a primeira chance clara da partida.

Apesar de controlar a partida, os argentinos se caracterizavam pela violência nas divididas. O árbitro paraguaio Carlos Amarilla, conhecido pelo rigor, teve trabalho desde o início e, aos seis, mostrou um cartão amarelo ao zagueiro Agustín Alayes, por falta dura em Triguinho. No entanto, os jogadores do Botafogo também começaram a apelar para a violência e, aos 14, foi a vez de Triguinho levar um amarelo.

Mais solto em campo, o time carioca conseguiu ameaçar o Estudiantes pela primeira vez aos 15 minutos. Após um rápido contra-ataque, o volante Túlio arriscou um chute da intermediária e o goleiro Mariano Andújar agarrou com segurança.

Aos 17, Triguinho foi à linha de fundo, na esquerda, e cruzou. Andújar saiu bem e se antecipou a Wellington Paulista, na pequena área. Os cartões aplicados por Amarilla não acalmaram Alayes, que cometeu uma falta dura em Wellington Paulista no meio-campo. O árbitro paraguaio não pensou duas vezes e expulsou o zagueiro aos 18 minutos.

Com um homem a mais, o Botafogo passou a ameaçar com mais constância o time da casa. Aos 45, Wellington Paulista teve a melhor chance da equipe carioca no primeiro tempo. O atacante recebeu de Jorge Henrique, invadiu a área pela esquerda e chutou cruzado, quase sem ângulo. No entanto, com o goleiro batido, a bola passou à esquerda do gol.

Apesar de estar com um a menos, o Estudiantes começou melhor o segundo tempo. E contando com uma falha da defesa do Botafogo, abriu o placar no estádio Ciudad de La Plata. Aos 11, o zagueiro André Luis furou dentro da área e mandou para escanteio. Após a cobrança, Castillo saiu mal e Boselli tocou para dentro do gol.

Empurrado pela torcida, o Estudiantes chegou ao segundo gol com certa facilidade. Aos 17 minutos, após rápida cobrança de falta na esquerda, o meia Juan Sebástian Verón avançou sem marcação e chutou forte de fora da área, sem chances para Castillo.

O descontrole do Botafogo ficou claro no lance seguinte, quando Túlio cometeu uma falta no meio-campo e reclamou muito. Amarilla acabou expulsando o capitão. Abatido, o time treinado por Ney Franco quase levou o terceiro aos 21 minutos. Em jogada pelo alto, Castillo saiu mal e a bola acabou saindo pela linha de fundo.

O Botafogo só foi levar perigo aos 24 minutos, quando a bola sobrou para Zárate, na pequena área. O atacante argentino cabeceou fraco, tornando fácil o trabalho do goleiro Andújar. Comandado por Verón, o Estudiantes mandava na partida e jogava de forma tranqüila. Faltando dez minutos, a torcida já gritava "olé".

Com os desfalques dos meias Lúcio Flávio e Carlos Alberto, o Botafogo não conseguia criar jogadas e se tornou uma presa fácil para a equipe argentina.

Com o resultado, os alvinegros precisam pelo menos devolver o placar de 2 a 0 na volta para forçar uma decisão por pênaltis. O segundo encontro com o Estudiantes está marcado para o dia 5 de novembro, no Engenhão.

FICHA TÉCNICA:
ESTUDIANTES (ARG) 2 x 0 BOTAFOGO


Estudiantes: Andújar; Angeleri, Alayes, Cellay e Díaz; Galván (Federico, aos 42 minutos do segundo tempo), Sánchez, Verón e Benítez (Fabianezi, aos 43 min do segundo tempo); Fernández (Calderón, aos dez min do segundo tempo) e Boselli.

Botafogo: Castillo; Alessandro (Lucas Silva, aos 47 min do segundo tempo), Renato Silva, André Luis e Triguinho (Thiaguinho, aos 22 min do segundo tempo); Túlio, Diguinho (Zárate, aos 17 min do segundo tempo), Leandro Guerreiro e Zé Carlos; Wellington Paulista e Jorge Henrique.

Cartões amarelos: Alayes, Díaz, Triguinho, André Luis, Castillo, Diguinho, Boselli e Zé Carlos.
Cartões vermelhos: Alayes e Túlio.

Árbitro: Carlos Amarilla (PAR), auxiliado por seus compatriotas Emigdio Ruiz e Nicolás Yegros.


Leia mais sobre: Botafogo Copa Sul-Americana Estudiantes



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


AP

Argentina não traz sorte
Túlio acompanha de perto a categoria de Veron; o argentino fez o segundo gol

Topo