iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

21/10 - 13:13

Mustafá Contursi nega desvio de dinheiro no Palmeiras

Ex-presidente do alviverde paulista é acusado de ter mantido um esquema de notas frias enquanto comandava o clube

Agência Estado

SÃO PAULO - O ex-presidente Mustafá Contursi classifica como "caluniosas" as acusações de que tenha existido um esquema de notas frias no Palmeiras entre 2001 e 2004, fim de sua gestão. O caso está sendo investigado pelo Ministério Público.

Mustafá diz que já prestou depoimento e que está à disposição das autoridades para prestar novos esclarecimentos. "Já dissecaram minha vida uma vez. Pegaram a declaração de Imposto de Renda e questionaram até gastos de R$ 400. Não encontraram nenhuma irregularidade e, no final, me deram um atestado de idoneidade."

Nas investigações, até a filha de Mustafá, Milene, apareceria como suspeita de enriquecimento ilícito. "Ela vive na Alemanha e já avisei que, pelo crime de enriquecimento de cultura, vai pegar prisão perpétua", ironizou Mustafá.

As denúncias foram feitas por Carlos Kamal, ex-supervisor do departamento de vôlei do clube. Outros dois ex-funcionários, mantidos em anonimato, teriam confirmado as acusações. "Este cidadão [Kamal] moveu ação trabalhista contra o clube. Pediu R$ 4,5 milhões e ganhou R$ 380 mil, por determinação da Justiça. Não duvido que os outros dois também não tenham ações trabalhistas contra o clube."

Mustafá diz não ter dúvidas de que a exposição desse inquérito, que existe desde 2004, veio à tona por motivos políticos. "É muito estranho que um assunto como esse, já batido, volte com tudo justamente numa semana de muita agitação política no clube."

Segunda-feira será votada pelo Conselho Deliberativo a proposta de Affonso Della Monica de reforma do estatuto do clube, com pretexto de "adequação de calendário". O projeto precisará ser aprovado também numa Assembléia de Sócios. Se passar, Della Monica fica no cargo até dezembro de 2009, e não até o próximo mês de janeiro, como está programado.

Mustafá é contra e tem um grupo de seguidores que também votará contra. Na visão do ex-presidente, as denúncias contra ele visam a minar sua força política e garantir a aprovação do projeto de Della Monica - que, ironicamente, era vice de Mustafá entre 2001 e 2004.


Leia mais sobre: Mustafá Contursi Ministério Público



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo