iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

21/10 - 19:03

Fluminense nega prêmio contra a degola, mas pode usar o estímulo
“Não tem nada disso por enquanto. Confiamos muito na equipe e sabemos que pode sair desta situação por suas próprias forças"

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - A diretoria do Fluminense negou, nesta terça-feira, um estímulo financeiro imediato aos jogadores na luta contra o rebaixamento. A equipe ainda se encontra entre os quatro últimos colocados, na 17ª posição, mas está invicta desde a chegada do técnico René Simões, há dois jogos, e uma vitória contra o Palmeiras na próxima rodada do Brasileirão pode recuperar o time.

“Não tem nada disso por enquanto. Confiamos muito na equipe e sabemos que pode sair desta situação por suas próprias forças. Mas em um situação extrema, mais lá para frente, podemos adotar isso sim”, afirmou o vice-presidente de futebol do tricolor carioca, Tote Menezes.

Assim, um possível prêmio só deve ser colocado à disposição do elenco caso a situação se torne ainda mais desesperadora. Isso porque a diretoria mantém a fé no trabalho do grupo que chegou à final da Copa Libertadores este ano e prefere aguardar o desenrolar das oito últimas rodadas do nacional.

“Se o time precisar vencer um jogo para não cair, ou coisa desse tipo. Aí sim podemos fazer isso. Mas não cabe pensar nessa situação por enquanto. Seria um indício de que não confiamos no grupo, o que é uma mentira”, completou o dirigente.

Fluminense, Portuguesa e Náutico têm 31 pontos e lutam para se afastar da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Os dois últimos se enfrentam neste final de semana e, por isso, um triunfo do Fluminense sobre o Palmeiras na estréia de René Simões no Maracanã pode aliviar instantaneamente a situação do time das Laranjeiras.


Leia mais sobre: Fluminense Campeonato Brasileiro



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo