iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

20/10 - 12:04

Footstats: Empate no clássico foi mérito de Luxemburgo
Reservas deram cara nova ao time e lideraram estatísticas individuais do Palmeiras nos 2 a 2 diante do São Paulo

Por Renan Justi, da Footstats

SÃO PAULO - Apelidado de “estrategista”, o técnico Vanderlei Luxemburgo provou mais uma vez que é capaz de mudar o resultado de um jogo no vestiário. Com menos de 45 minutos em campo, o ponta Denílson conseguiu ser o maior driblador do clássico paulista de domingo, com sete dribles, sendo que em um deles saiu da marcação para servir Kléber no primeiro gol palmeirense.

As duas trapalhadas de Léo Lima – pênalti em Jean e erro na saída de bola – resultaram em dois gols do São Paulo e na consequente substituição por Pierre. A troca, que aconteceu no intervalo do jogo, foi tão produtiva que Pierre saiu de campo como o maior ladrão de bolas do Palmeiras no jogo. Foram 6 tentativas de desarmar, e em todas ele teve sucesso.

Entre os quatro clássicos que da 30ª rodada do Brasileirão, Palmeiras e São Paulo foi líder em número de cartões: três vermelhos e nove amarelos. Um deles, a expulsão de Diego Souza no primeiro tempo, trouxe a campo o meia Evandro para articular as jogadas. E ele fez. Foi o segundo palmeirense mais acionado em campo, trocando 47 passes com os companheiros.

O rival Muricy Ramalho, por outro lado, nada mais fez do que uma troca de Hugo por Éder Luís. E o atacante reserva entrou com todo o gás, concentrando suas arrancadas em cima do experiente Roque Júnior. Não deu outra: o palmeirense foi expulso depois de obstruir o são-paulino.

Veja abaixo quem foi o melhor do clássico segundo os números:

 


Leia mais sobre: São Paulo Palmeiras Brasileirão



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo