iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

19/10 - 21:35

Jogadores do Sport apontam justiça no "clássico dos clássicos"
"Fomos um pouco melhores depois do gol de empate, mas permitimos a reação deles", analisou Fumagalli

Gazeta Esportiva

RECIFE - Mesmo jogando em casa diante do Náutico, o time do Sport mostrou estar conformado com o empate em 2 a 2 com o Timbu, na Ilha do Retiro. Para os rubro-negros, o placar do jogo deste domingo deve ser encarado com naturalidade, ainda mais por se tratar de um confronto entre duas das principais equipes de Pernambuco.

O meia Fumagalli declarou que, apesar das chances desperdiçadas pelo Leão da Ilha e da grande atuação do goleiro Eduardo – apontado por muitos como o melhor jogador da partida –, o resultado foi justo. “Fomos um pouco melhores depois do gol de empate, mas permitimos a reação deles. Em clássico é assim, não pode marcar bobeira. Por isso acho que o empate retrata bem o que foi este jogo”, analisou.

Para o técnico Nelsinho Baptista, tudo que aconteceu dentro de campo foi fruto da qualidade dos dois times. “Os gols não aconteceram por causa de falhas. Houve um equilíbrio em praticamente todos os aspectos. Quando nós tivemos espaço, fizemos os gols. Foi assim com eles também. Movimentação com velocidade e decisão”, disse.

Já o zagueiro Igor lembrou que a postura tática do adversário foi decisiva para que o clássico não tivesse um vencedor. “Nós pensávamos que a marcação seria em cima, mas eles só nos cercavam quando a bola chegava ao campo deles. Não caímos nessa armadilha. Ficou ainda mais difícil para a gente quando o Roger foi expulso. Perdemos a nossa referência e não conseguimos furar esse bloqueio”, encerrou.


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo