iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

18/10 - 08:21

Por metas distintas, Botafogo e Santos travam duelo no Engenhão

Alvinegros estão em pontas distintas na tabela e vão duelar neste sábado em uma partida decisiva para ambos

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - Com necessidade de vitória, mas objetivos bem distintos, Botafogo e Santos se encontram às 18h20 (de Brasília) deste sábado, no Engenhão, pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro. Uma partida decisiva para ambos, mesmo com sonhos opostos para os dois tradicionais clubes na conclusão da competição.

Na sexta colocação, com 46 pontos, os botafoguenses, embalados pelo triunfo por 3 a 1 sobre o Vitória, querem se manter vivos na luta por uma vaga na Libertadores. Já os santistas, que tentam se recuperar da derrota por 2 a 0 para o líder Grêmio, têm apenas 33 pontos e a meta de se distanciarem o mais rapidamente possível da zona de rebaixamento.

No primeiro turno, os dois times duelaram na Vila Belmiro e empataram por 2 a 2. Ney Franco, técnico do Botafogo, destacou a importância de um triunfo jogando em casa e para motivar seus jogadores lembrou do confronto entre as duas equipes no primeiro turno que, por sinal, marcou sua estréia no Glorioso. “O importante é lembrarmos que naquele jogo os dois times estavam próximos da zona de rebaixamento e com esse grupo que tenho em mãos conseguimos uma reação fantástica na competição e hoje estamos brigando pela Libertadores”, apontou.

Para esta partida, Ney Franco poderá contar com o meia Carlos Alberto e o atacante Jorge Henrique, ambos amparados por um efeito suspensivo, já que foram punidos pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). O goleiro Castillo, que machucou a coxa direita com a seleção do Uruguai, e o lateral-direito Alessandro, com um estiramento muscular, serão preservados. Desta maneira, Renan está mantido no gol e Thiaguinho ganha nova oportunidade na lateral direita.

No ataque, o técnico tem uma dúvida. O argentino Leandro Zárate, que marcou um gol no triunfo diante do Vitória, vem se destacando nos treinos e poderá começar como titular, disputando vaga com um dos homens de frente. Mas Ney só vai anunciar a formação minutos antes do confronto.

A diretoria do Botafogo está preparando uma grande festa para a partida, que será disputada no mesmo dia em que Mané Garrincha completaria 75 anos. Os atletas entrarão em campo com a camisa 7, que o craque imortalizou nas décadas de 50 e 60, e alguns shows antecederão ao encontro que contará com a presença de familiares do atacante.

Menos festivo, o Santos sabe que, após a derrota para o Grêmio, não pode mais se dar ao luxo de desperdiçar pontos fora de casa. Por isso, o técnico Márcio Fernandes deseja ver a equipe atuando com a mesma consistência que apresenta dentro de casa para quebrar o jejum sem vitórias como visitante – o único triunfo santista longe de seus domínios foi em 30 de julho, quando derrotou o Internacional por 1 a 0.

“Nós precisamos ter uma atitude fora de casa como temos na Vila. Os gramados são tão bons quanto o da Vila, apesar de eu achar o nosso um pouco melhor. É isso que pretendemos colocar em prática contra o Botafogo, que é um grande time, mas temos condições de vencê-los”, analisou o treinador.

Para conseguir cumprir essa missão, o Peixe vai precisar bastante da força de seu ataque. O paraguaio Nelson Cuevas, autor de dois gols na competição, está confirmado para o jogo. No entanto, o Santos não poderá contar com Kléber Pereira, artilheiro do Brasileirão com 20 gols, que está fora do confronto no Engenhão por ter recebido o terceiro cartão amarelo diante do Grêmio.

Consciente da responsabilidade de ter que entrar na vaga do goleador do torneio, Lima encara essa partida como uma grande oportunidade, afinal o jogador não marcou gols neste campeonato. “A cobrança é grande, pois o Kléber Pereira é o nosso ponto de referência. Ele vai fazer falta. Só que eu tenho essa chance e espero fazer uma grande exibição, com gols, que é o mais importante”, disse.

Por outro lado, o técnico Márcio Fernandes terá o reforço do goleiro Fábio Costa, que não atuava há três meses por causa de uma lesão muscular na coxa esquerda. Curiosamente, a última participação do arqueiro foi no dia 13 de julho, no empate por 2 a 2 com o Botafogo, no primeiro turno, na Vila Belmiro.

Outra novidade fica por conta do retorno do zagueiro Adaílton, afastado há oito meses devido a uma operação no joelho. O defensor entra no lugar de Fabiano Eller, expulso contra o Grêmio e que cumpre suspensão automática. O meia Róbson, curado de uma contusão na coxa esquerda, também está à disposição de Márcio Fernandes. No entanto, o jovem meio-campista deve ficar como opção do treinador no banco de reservas.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO X SANTOS

Local:
Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 18 de outubro de 2008, sábado
Horário: 18h20 (de Brasília)
Árbitro: Carlos Eugênio Simon (Fifa-RS)
Assistentes: Roberto Braatz (Fifa-PR) e Carlos Berkenbrock (SC)

BOTAFOGO: Renan, Thiaguinho, Renato Silva, André Luiz e Triguinho; Túlio, Diguinho, Lucio Flavio e Carlos Alberto; Jorge Henrique (Wellington Paulista) e Leandro Zárate
Técnico: Ney Franco

SANTOS: Fábio Costa; Wendel, Domingos, Adaílton e Kléber; Roberto Brum, Rodrigo Souto, Bida e Molina; Nelson Cuevas e Lima
Técnico: Márcio Fernandes


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo