iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

18/10 - 20:42

Asprilla e Fabri lamentam gramado encharcado, empate e azar
“Foi um jogo feio até por causa do gramado encharcado. Fica difícil fazer uma análise assim”, disse Asprilla

Gazeta Esportiva

FLORIANÓPOLIS - O tom do elenco do Figueirense ao deixar o gramado do Orlando Scarpelli após o empate por 1 a 1 neste sábado com o Ipatinga era de decepção. O clube catarinense cedeu a igualdade em casa para o lanterna do Campeonato Brasileiro a cinco minutos do final, e grande parte da culpa para os atletas foi da chuva constante que castigou Florianópolis nos últimos dias.

“Foi um jogo feio até por causa do gramado encharcado. Fica difícil fazer uma análise assim”, comentou o zagueiro Asprilla, apoiado também pelo meia Rodrigo Fabri. “O campo estava impraticável”, sublinhou o meia, que em sua errante carreira chegou a vestir a camisa do Real Madrid.

Mas não foi apenas o mau tempo em Floripa o ‘culpado’ pelo empate do Alvinegro. A desatenção da defesa, que levou o gol do boliviano Pablo Escobar aos 40 minutos do segundo tempo, também foi lembrada pelos atletas.

“A gente não pode vacilar como nesta partida, cedendo gols nos momentos finais. Ficamos com um gosto de derrota”, comentou Asprilla. “Foi um lance de infelicidade nossa e felicidade deles”, amenizou Rodrigo Fabri.

O próximo compromisso do Figueirense no Brasileirão será no próximo sábado, no litoral paulista contra o Santos. “Temos que levantar a cabeça para essa partida”, cobrou Asprilla, que vê a equipe ocupar atualmente na 14ª colocação do Nacional, com 34 pontos.


Leia mais sobre: Figueirense



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo