iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

17/10 - 19:22

Roque Júnior admite frio na barriga: 'Clássico mexe'

“É uma partida que mexe, um clássico, não é um jogo normal, ainda mais por se tratar de um confronto entre dois times tão equilibrados"

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - A bagagem internacional do zagueiro Roque Júnior é inquestionável. Mesmo assim, o atleta, de 32 anos, ainda considera um clássico como uma partida especial.

Neste domingo, diante do São Paulo, o pentacampeão mundial vai fazer apenas sua terceira partida desde o retorno ao Palmeiras, mas já vai sentir o sabor dos grandes jogos no Parque Antártica. 

“É uma partida que mexe, um clássico, não é um jogo normal, ainda mais por se tratar de um confronto entre dois times tão equilibrados”, justificou o camisa 33, que volta a disputar um clássico paulista após oito anos.

Na primeira passagem pelo Palmeiras, Roque Júnior viveu as maiores emoções em clássicos diante do Corinthians, com as vitórias nos confrontos da Copa Libertadores de 1999 e 2000 e a famosa briga generalizada na decisão do Campeonato Paulista de 1999.

Diante do São Paulo, Roque Júnior não consegue se lembrar de uma partida que marcou sua carreira. Mas o zagueiro admite que a rivalidade diante do Tricolor está extremamente acirrada na atualidade. Portanto, o confronto de domingo tem tudo para ficar na memória. 

“Tudo depende da época. Na primeira vez que joguei aqui, Palmeiras e Corinthians disputavam Libertadores. Hoje, o São Paulo vem ganhando vários títulos e o Corinthians nem está na primeira divisão”, comparou. “Espero ter agora uma história positiva diante do São Paulo”, emendou.


Leia mais sobre: Palmeiras Campeonato Brasileiro



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo