iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

15/10 - 12:00

Senado quer aprovar lei que limita reeleições no esporte

Projeto ainda deve ser encaminhado para votação, mas esportistas já manifestam o apoio à idéia

Gazeta Esportiva

E meio a escândalos de casos de reeleições em várias áreas do esporte no Brasil, o Senado nacional quer ressuscitar um projeto de lei que visa a acabar com este cenário, ao passo que limita o número de reeleições de dirigentes das entidades esportivas. "A idéia partiu do senador Flávio Arns (PT-PR), e mandei para estudo", explicou ao jornal Folha de S. Paulo o senador Cristovam Buarque (PDT-DF), presidente da Comissão de Educação, Cultura e Esporte, que se reuniu nessa terça-feira para avaliar e examinar a participação do Brasil nos Jogos Olímpicos de Pequim.

Buarque pedirá a assinatura dos 18 membros da Comissão antes de encaminhar o projeto para votação. "Sempre fui favorável a só uma reeleição em entidades esportivas, sindicatos e também para o cargo de senador e deputado. Defendo essa idéia há 20 anos", falou o senador. "Poderíamos estabelecer que, para ter acesso a recursos públicos, as organizações deveriam limitar a reeleição de seus dirigentes a dois mandatos", emendou.

A aprovação do projeto que limita o número de reeleições recebe o consentimento do elo ex-membro do ministério do esporte Lars Grael. "Defendo que a legislação permita só uma reeleição", falou o velejador.

Um dos motivos para que este projeto de lei fosse ressuscitado é o fato de que há duas semanas o presidente do Comitê Olímpico Brasileiro, Carlos Arthur Nuzman ter sido novamente reeleito em votação suspeita. Assim, ele ficará completará 17 anos na presidência do COB, sendo que ficará no cargo até 2012, pelo menos.

Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo