iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

15/10 - 16:45

No duelo com Jorge Wagner, Granja quer provar adaptação ao 3-5-2

"Este esquema com três zagueiros já está se encaixando e as chances de gol já estão aparecendo para mim", disse o lateral

Gazeta Esportiva

ATIBAIA - Em uma das primeiras atividades com bola em Atibaia, Wanderley Luxemburgo comandou nesta quarta-feira um treino de ataque contra defesa em que abusou dos laterais, que cruzavam próximos à linha de fundo. Um dos mais exigidos era Elder Granja, alvo de muitas broncas do técnico.

Uma cobrança para que o camisa 2 volte a render o esperado.

Destaque do time ao longo da temporada, o ex-ala do Internacional tem visto Leandro aparecer mais com seus cruzamentos pela esquerda nesta reta final do Brasileiro. E as atuações mais apagadas tem justificativa nas palavras de Elder. Com a escalação de Martinez como “falso-zagueiro”, o time passou a jogar no 3-5-2 e o lateral teve de se reencontrar em uma posição que abdicou quando chegou ao Palmeiras.

“Sempre joguei como ala no 3-5-2, mas comecei o ano jogando no 4-4-2 e mudei. Agora, até se adaptar ao novo esquema demora umas três, quatro partidas”, argumenta o camisa 2. Até agora, ele já jogou quatro vezes neste esquema. O prazo para se mostrar bem é domingo, contra o São Paulo. E Elder garante que a sua qualidade como ala já começa a aparecer novamente.

“Este esquema com três zagueiros já está se encaixando e as chances de gol já estão aparecendo para mim. Pena que perdi duas contra o Figueirense”, aponta, recordando das duas chances claras que teve no primeiro tempo do empate sem gols no Orlando Scarpelli.

Mais do que deixar sua marca nas redes, entretanto, a primeira missão do lateral no clássico é coibir Jorge Wagner. O ala-esquerdo são-paulino é autor de passes decisivos no time de Muricy Ramalho e deve receber ordens para pressionar o palmeirense, evitando as descidas de Elder ao ataque. Ciente disso, o comandado de Luxemburgo não se assusta.

“Jogar contra o Jorge é sempre complicado. Vai ser uma pressão normal sobre mim, porque ele é um ala mesmo e o São Paulo tem um lado esquerdo muito forte. Mas nós também somos muito fortes tanto pela direita quanto pela esquerda. Vai ser um duelo legal e o importante é estarmos concentrados”, projeta.

E é isso também o que espera Wanderley Luxemburgo, que não poupou gritos com o seu titular, principalmente depois de ver o reserva Fabinho Capixaba ser eficiente em todos os cruzamentos na atividade desta quarta-feira. Cobrado, Elder apenas minimiza as broncas. “É normal tomar uma dura dessas. Mostra que está todo mundo focado”, conclui, crente de que provará seu valor neste domingo no Palestra Itália.


Leia mais sobre: São Paulo Campeonato Brasileiro



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo