iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

15/10 - 12:50

Dentinho cobra de Dunga uma chance aos corintianos

Mesmo na Série B, atacante acredita que elenco corintiano poderia vestir a amarelinha

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - A seleção brasileira parece ser um sonho distante para os jogadores do Corinthians por estarem disputando a Série B. O lateral-esquerdo André Santos e o atacante Dentinho já merecem uma oportunidade na visão de muitos, mas o técnico Dunga ainda não chamou nenhum dos dois. Para o jovem artilheiro, porém, o treinador é obrigado a dar uma atenção especial aos destaques do Timão na segunda divisão.

“A Série B também é importante, tem muitos jogadores de qualidade. Um jogador como o André Santos está merecendo uma convocação faz tempo, mas isso é opção do Dunga. Espero que no ano que vem surja uma brecha para os jogadores do Corinthians na seleção porque os jogadores estão merecendo”, cobrou Dentinho.

''Se estivéssemos jogando a Série A estaríamos nas cabeças, disputando o título ou uma vaga na Libertadores. Por isso é preciso se olhar para a Série B também'', completou.

Um dos corintianos que esperam ser lembrados é volante Elias. Ele chegou em maio, depois de se destacar na campanha do vice-campeonato da Ponte Preta, e logo se tornou titular do Corinthians, tornando-se peça importante do esquema de Mano Menezes. O técnico, aliás, não tem economizado nos elogios ao jogador e comemora o seu retorno para a partida com o Bahia, sábado, depois de cumprir suspensão na última rodada.

Elias devolve na mesma moeda e credita a sua boa fase justamente ao trabalho do “chefe”. “Agradeço muito aos elogios e devo tudo isso a ele. Foi o Mano que me deu a oportunidade e a tranqüilidade. Já aprendi muito com ele, e ainda quero aprender muito mais”, planeja o volante, que sonha com a primeira convocação à seleção brasileira.

“Todo jogador tem o desejo de ir para a seleção e comigo não é diferente”, explicou Elias. O jogador crê que pode ser convocado mesmo atuando no futebol brasileiro, mesmo com Dunga observando muito mais os jogadores que atuam na Europa.

“Vou conseguir isso (convocação) trabalhando com pessoas que me ajudem a crescer, no Brasil ou na Europa, isso depende muito. Com uma pessoa como o Mano ao meu lado eu tenho tudo para chegar. Preciso melhorar, sei disso, mas vou procurar o meu lugar”, finalizou.

Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo