iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

15/10 - 10:35

Apesar de retorno da Fábio Costa, Douglas quer seguir titular

"Márcio vai ver o que for melhor para o grupo", sentenciou o atual arqueiro do clube da Vila Belmiro

Gazeta Esportiva

SANTOS - A provável volta de Fábio Costa vem acirrando a disputa pela vaga de goleiro titular do Santos. Douglas, o substituto do capitão santista em 16 partidas, acredita que não há definições sobre a titularidade e acredita ter grandes possibilidades de estar defendendo o gol do Peixe diante do Botafogo, no próximo sábado, no Engenhão.

“Confio no nosso treinador e tenho certeza de que o Márcio (Fernandes) vai ver o que for melhor para o grupo”, declarou Douglas, em entrevista à Santa Cecília TV. “Se ele (Fábio Costa) estiver bem, vai jogar, até pela história que tem dentro do clube˝, ponderou.

Douglas, contudo, deixou claro que não abandonou a disputa pela camisa 1 do Peixe e garantiu que seguirá brigando pela titularidade nas próximas rodadas. “O Fábio está se esforçando. Ele tem os objetivos dele e eu, os meus. Mas estou tranqüilo e, se atuar, vou fazer o melhor para o Santos˝, complementou.

Dono de uma seqüência de partidas no Campeonato Brasileiro maior do que a de Fábio Costa – 16 contra 10 -, Douglas não acredita que a falha que cometeu no segundo gol do Grêmio, na derrota alvinegra , por 2 a 0 na quarta-feira passada em Porto Alegre, possa influenciar a decisão da comissão técnica.

“Tenho que ter tranqüilidade, pois isso não vai apagar o que eu fiz. Se eu não tivesse ajudado a equipe, o jogo já teria sido definido anteriormente. Ali foi uma infelicidade, o único lugar ruim do campo foi onde a bola bateu”, argumentou, antes de lembrar que a falha foi coletiva.

“Ninguém acompanhou a jogada, até pelo que aconteceu com o Fabiano Eller (foi expulso momentos antes). Todos estavam de cabeça quente. Mas tenho certeza de que as coisas boas que eu fiz foram melhores do que as ruins˝, finalizou.


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo