iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

13/10 - 18:49

Retorno de Kaká melhora produtividade dos companheiros de seleção

Kléber, que faz uma temporada ruim, conseguiu a segunda assistência na temporada e teve aproveitamento de passes quase perfeito

Por Renan Justi, da Footstats

RIO DE JANEIRO - Decidido a assumir um dia a faixa de capitão da seleção brasileira, o meia Kaká mostrou, na vitória sobre a Venezuela, domingo, que é capaz de liderar o grupo até a Copa do Mundo. Prova disso é que Elano e Kléber fizeram suas primeiras assistências nas Eliminatórias graças ao meio-campista, que soube deixá--los em boas condições nas jogadas de gol.

A boa apresentação de Kleber é o que mais chama atenção. Em 23 jogos disputados nesse Brasileirão, o lateral-esquerdo do Santos deu penas um passe para gol. No confronto de domingo, além do lançamento primoroso que deixou Robinho na cara do gol, ele também saiu de campo como melhor passador da partida: 98,5% de aproveitamento nas trocas de bola. 
 
O trio ofensivo formado por Kaká, Robinho e Adriano foi responsável por 13 chutes do total de 16 da seleção brasileira diante da Venezuela. Muito diferente da exibição anterior, contra a Bolívia, quando Ronaldinho Gaúcho e Luís Fabiano foram incapazes de trocar sequer um passe.

A presença de Kaká em campo significa invencibilidade e, agora, um novo artilheiro para o Brasil nessas Eliminatórias, agora com quatro gols. Não foi por acaso que no primeiro jogo sem Kaká, contra o Paraguai, um Brasil despreparado e mal organizado viu cair sua invencibilidade nas Eliminatórias atuais.

Veja o desempenho do Brasil com e sem Kaká nas Eliminatórias

Vitórias

Empates

Derrotas

Gols a favor

Com Kaká

3

2

0

12

Sem Kaká

1

2

1

3


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


AFP

Obrigado, Dunga
Kaká voltou, o Brasil desencantou e o treinador ganhou um abraço após o primeiro gol

Topo