iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

13/10 - 14:28

Atacantes do Cruzeiro querem acabar com jejum no clássico

Nas últimas três partidas, apenas dois gols foram marcados, ambos por jogadores vindos do meio-campo

Gazeta Esportiva

BELO HORIZONTE - O ataque do Cruzeiro atravessa uma seqüência magra, de poucos gols. Nas últimas três partidas, apenas dois gols foram marcados, ambos por jogadores vindos do meio-campo – Gerson Magrão e Ramires.

Mesmo assim, a dupla Guilherme e Thiago Ribeiro espera por um domingo especial no clássico contra o Atlético-MG, e cada um tem os seus motivos.

Guilherme ostenta em Belo Horizonte a fama de ser decisivo diante do arqui-rival. Nas sete vezes em que participou do confronto como profissional, o atacante marcou cinco vezes. Nenhum outro time sofreu tantos gols do maranhense de 19 anos em sua curta carreira, iniciada na última temporada.

Mesmo sendo o artilheiro do Cruzeiro no Brasileirão com 15 gols, Guilherme admite estar em má fase. Para ele, jogar uma partida tão valorizada pelo torcedor e com um significado tão grande para ele pode ajudar na volta por cima. “Este ano eu apareci em outros grandes momentos também, mas o clássico realmente é especial”, admitiu, em entrevista ao site do clube.

Já Thiago Ribeiro tem menos tempo de Cruzeiro. Contratado em agosto, fez apenas cinco partidas, marcando um gol. Para ajudar a já aprendeu a importância de jogar escrever seu nome na história do clube, o atacante bem no maior clássico de Minas Gerais e, segundo o próprio jogador apontou, talvez o maior do Brasil.

“Conheço de longe, ainda não tive a oportunidade de participar. Espero disputar pela primeira vez. Quando jogava pelo São Paulo, sempre soube da rivalidade que é o Cruzeiro x Atlético-MG. Creio que é até maior do que em São Paulo porque lá são quatro grandes clubes e aqui são as duas principais equipes do estado”, lembrou o ex-são-paulino.


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo