iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

13/10 - 16:43

Após confusões na Bulgária, Itália pode banir torcedores

Preocupada com imagem do país, Federação Italiana informou que não requisitará mais ingressos como visitantes

Gazeta Esportiva

ROMA (Itália) - A Itália pode tomar uma decisão extremista para não ver seus torcedores causarem problemas em partidas fora da Velha Bota. Após os incidentes ocorridos na Bulgária no final de semana, a Federação Italiana de Futebol (FIGC) informou nesta segunda-feira que não requisitará mais ingressos como visitantes.

“Não vamos mais pedir bilhetes para partidas da Itália fora de casa”, informou Giancarlo Abete, presidente da FIGC. “Não se trata de torcedores de futebol, mas sim de pessoas que querem se comportar mal e danificar a imagem do esporte e do nosso país”, criticou.

A decisão de Abete vem dois dias depois da partida entre Bulgária e Itália, pelo grupo 8 das Eliminatórias Européias para a Copa do Mundo de 2010. Na ocasião, um grupo de italianos foi flagrado proferindo gritos fascistas na cidade de Sofia, arremessando garrafas em torcedores adversários. Três italianos foram presos por queimarem uma bandeira búlgara.

Os jogadores da seleção italiana lamentaram o ocorrido, mas concordaram com a decisão que pode ser tomada pela Federação Italiana. “Se esta for a única maneira de evitar que os acontecimentos de Sofia se repitam, acho que é válido”, opinou o zagueiro Fabio Cannavaro.

“Trata-se de uma decisão que prejudica muitos torcedores que torcem pela seleção nacional com muita paixão. Mas penso que é uma atitude acertada e entendemos, pois não podemos concordar com o que aconteceu na Bulgária”, censurou o lateral-esquerdo Giorgio Chiellini.


Leia mais sobre: Itália Bulgária



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo