iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

11/10 - 20:41

“Me sinto um pai que bateu no filho”, diz artilheiro Washington

Atacante não deu descanso para a defesa do time que o projetou nacionalmente anos atrás

Gazeta Esportiva

CURITIBA - O reencontro do atacante Washington com a Arena da Baixada e com o Atlético-PR foi excepcional para o Fluminense. Depois de começar perdendo, o time carioca conseguiu a virada com três gols do jogador sobre seu ex-clube. Após o jogo, o camisa 9 exaltou a partida realizada, mas se disse triste pelo momento do Furacão.

“Bela vitória. Estamos de parabéns, fizemos uma grande partida e tivemos hombridade. Estou muito feliz de ter feito os gols, mas triste por ter sido no Atlético-PR. Mas a vida é assim e hoje me sinto como um pai que bateu no filho. A gente sente no coração, mas é necessário”, disse o jogador, após a vitória por 3 a 1 do Fluminense.

Washington fez pela primeira vez aos 21 minutos do primeiro tempo, de pênalti. Em nova penalidade, três minutos mais tarde, o jogador virou o placar. A contagem foi fechada aos 31 da etapa final, quando o atacante apareceu livre dentro da área para completar de cabeça um cruzamento.

“O pessoal até brincou lá no Fluminense, dizendo: ‘pô, você jogou lá e sabe o caminho do gol. Então eu fiz os três gols”, continuou o jogador, que saiu aplaudido pela torcida rubro-negra. Já os jogadores do Furacão foram vaiados e cobrados, mas o atleta afirmou entender o momento.

“Essa situação acontece. Nós também sentimos nervosismo quando jogamos no Maracanã, mas tenho certeza que eles vão se ajustar”, disse Washington, sem esconder a torcida: “Vou torcer muito e tenho certeza que o Fluminense e o Atlético-PR vão escapar (do rebaixamento)”.

O resultado tirou o Fluminense das quatro últimas posições, mas afundou o Furacão, que agora é o 17º colocado, com 28 pontos. Na próxima rodada, o tricolor carioca pega o Vitória fora de casa, enquanto o Atlético-PR vai a Porto Alegre enfrentar o Internacional.

Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo