iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

11/10 - 20:16

Flamengo joga mal e é atropelado pelo Atlético-MG no Maracanã

Galo não vencia o rubro-negro no Rio de Janeiro há 23 anos, mas agora conseguiu calar o estádio lotado

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - O Atlético-MG surpreendeu o Flamengo no início da noite deste sábado e conseguiu uma vitória histórica no Maracanã. O Galo ignorou o tabu de 23 anos sem vencer os rubro-negros no templo maior do futebol carioca e aplicou uma goleada sobre seus maiores rivais fora do estado de Minas Gerais: 3 a 0. Assista aos gols no player ao lado >>

A equipe mineira segue na 12ª colocação, mas o mais importante não é a posição, e sim a pontuação. Os 37 pontos somados deixam o time a uma segura distância de nove pontos da zona de rebaixamento, dando tranqüilidade para a seqüência do trabalho. Já o Flamengo foi o único dos cinco primeiros a perder na rodada, caindo para a quinta posição, a sete pontos do líder Grêmio.

Cientes da importância da partida, as duas equipes começaram jogando com cautela, estudando o adversário. O Atlético-MG, mesmo jogando fora de casa contra um candidato ao título, não se postava de modo excessivamente defensivo. O time de Belo Horizonte apostava na velocidade, mas assustava bastante, iniciando com uma atuação superior à da equipe carioca.

A primeira boa chance de gol foi mineira. Aos 25 minutos, o boliviano Castillo fez um cruzamento rasteiro da direita, Pedro Paulo se antecipou a Jaílton e obrigou Bruno a fazer boa defesa. Dois minutos depois, o Flamengo respondeu com uma jogada pela ponta direita, um de seus pontos fortes. Leonardo Moura cruzou para Marcelinho Paraíba, que, de cabeça, carimbou o travessão de Juninho.

No entanto, foi mesmo o Galo quem saiu na frente no Maracanã. Aos 31 minutos, Renan Oliveira tentou jogada pelo meio, mas foi travado pela defesa. Na dividida, a boa subiu e ficou na medida para Castillo, de fora da área, emendar de primeira. Pegando na veia, o boliviano não deu chances a Bruno e marcou seu primeiro gol com a camisa alvinegra.

Depois do gol, o time do Atlético-MG passou a apostar mais ainda nas jogadas de contra-ataque, mas com boa marcação, não se deixava ser pressionado pelo Rubro-Negro. Enquanto isto, os cariocas se jogavam intensamente para o ataque, colocando Erick Flores no lugar de Kléberson ainda na etapa inicial. Nos acréscimos, poderia ter saído uma boa chance de empate, se o árbitro tivesse marcado pênalti quando Serginho levou o braço à bola dentro da área.

No segundo tempo, o Flamengo voltou empurrado por sua torcida, disposto a pressionar em busca do gol de empate. Logo de cara, teve boa oportunidade em falta pela direita. Marcelinho Paraíba cruzou na pequena área, mas ninguém tocou para dentro. Enquanto isto, a defesa se abria para contragolpes. Aos quatro minutos, Renan Oliveira lançou Pedro Paulo pelo meio, e o atacante, de cara para o gol, não conseguiu tirar do alcance do goleiro Bruno.

Mais inteligente, o time mineiro se aproveitava do nervosismo rubro-negro e tomava o domínio do jogo para si. Aos 20 minutos, Serginho arrancou bem pelo lado esquerdo e fez bela jogada, rolando para Renan Oliveira, livre no meio da área, tocar para o gol, marcando o segundo gol atleticano.

A desvantagem de dois gols acabou com humor da torcida flamenguista, que lotava o Maracanã. Das arquibancadas, ouviam-se vaias e reclamações direcionadas principalmente a Ibson e Caio Júnior, mas todo o time era acusado de falta de disposição enquanto o Galo tocava a bola com o domínio do jogo.

A conseqüência do volume de jogo alvinegro era previsível. Márcio Araújo tabelou com Castillo pela direita, invadiu a área e bateu cruzado. Bruno não conseguiu segurar firme e, no rebote, o zagueiro Leandro Almeida estava bem posicionado, empurrando para as redes.

Daí em diante, o Flamengo já não tinha mais chances de reagir e mostrou abatimento com o surpreendente resultado. Nos minutos finais, foi o Atlético quem atacou mais, ainda ameaçando o gol de Bruno, com destaque para uma cobrança de falta de Petkovic, bem defendida pelo goleiro.

A próxima rodada do Campeonato Brasileiro traz importantes clássicos regionais, e tanto o Flamengo quanto o Atlético-MG enfrentam seus rivais mais tradicionais. No domingo, o Urubu enfrenta o Vasco, no Maracanã, enquanto o Galo joga contra o Cruzeiro, no Mineirão.

FICHA TÉCNICA (Veja como foi o jogo lance a lance)
FLAMENGO 0 X 3 ATLÉTICO-MG

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 11 de outubro de 2008, sábado
Árbitro: Paulo César Oliveira (Fifa-SP)
Assistentes: Ednilson Corona (Fifa-SP) e Carlos Augusto Nogueira Júnior (SP)

Cartões amarelos: Pedro Paulo, Rafael Miranda e Juninho (Atlético-MG), Sambueza e Jaílton (Flamengo)

Gols: Castillo, aos 31 minutos do primeiro tempo; Renan Oliveira, aos 20, Leandro Almeida, aos 29 minutos do segundo tempo

FLAMENGO: Bruno, Leonardo Moura, Dininho, Ronaldo Angelim e Sambueza; Jaílton, Toró, Kléberson (Erick Flores) e Ibson (Maxi Biancucci); Marcelinho Paraíba e Vandinho (Obina)
Técnico: Caio Júnior

ATLÉTICO-MG: Juninho; Sheslon, Marcos, Leandro Almeida e César Prates; Serginho, Márcio Araújo, Elton (Rafael Miranda) e Renan Oliveira (Petkovic); Pedro Paulo (Tchô) e Castillo
Técnico: Marcelo Oliveira

Outros resultados do Brasileirão:


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias