iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

09/10 - 18:24

Treinador do Duque de Caxias sai em defesa de seus jogadores

Equipe carioca empatou com o Rio Branco por 2 a 2 após três jogadores serem expulsos e dois simularem uma contusão

Gazeta Esportiva

DUQUE DE CAXIAS - O empate nessa quarta-feira por 2 a 2 entre Rio Branco-AC e Duque de Caxias-RJ pela segunda rodada da quarta fase da Série C gerou polêmica. Após três jogadores serem expulsos, dois atletas do time carioca caíram no chão alegando contusão e, com seis em campo pelo lado do time do Rio da Janeiro, o árbitro Rosinildo Galdino da Silva teve de encerrar o jogo aos 38 minutos do segundo tempo.

Com a suspeita das lesões terem sido forjadas, o Duque de Caxias poderá ser indiciado pelo STJD e, caso seja punido, o Rio Branco poderá ganhar os três pontos. No entanto, o treinador carioca Marcelo Buarque defendeu sua equipe nesta quinta-feira e afirmou que tem provas para confirmar as contusões.

“Nossos jogadores foram guerreiros ao buscar o empate, conseguir a virada e depois sustentar novamente o empate contra o adversário e uma arbitragem, no mínimo, conturbada. Para que não paire nenhuma dúvida sobre nossos atletas, o goleiro Borges e o atacante Edivaldo, que deixaram o campo contundidos, foram examinados e o departamento médico constatou lesão muscular em ambos os casos”, defendeu o comandante.

Com o empate, o Duque de Caxias foi para a liderança da tabela da Série C, pois tem, junto com o Campinense-PB, quatro pontos.


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo