iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

09/10 - 18:18

"Na altitude, Bolívia é favorita até contra o Brasil", diz técnico do Peru

José del Solar destaca a dificuldade de enfrentar o rival em La Paz

EFE

LIMA (Peru) - O técnico José del Solar, da seleção peruana de futebol, disse hoje que a Bolívia é favorita até mesmo contra Brasil e Argentina jogando em La Paz, onde enfrenta o adversário sábado pelas Eliminatórias à Copa do Mundo de 2010.

"Em La Paz, a Bolívia é favorita contra Brasil e Argentina. Mas estamos prontos para mudar isso e conseguir um resultado que nos permita seguir vivos na disputa", comentou o treinador antes do embarque para a cidade de Tacna, no sul do Peru, onde a equipe realiza os últimos treinos.

A última vez que a seleção peruana venceu a Bolívia em La Paz foi na Copa América de 1975 - entretanto, o treinador não quer usar a altitude como desculpa.

Em entrevista coletiva, Del Solar reconheceu que sua equipe foi "um desastre" como visitante, já que não obteve nenhum ponto fora de casa em todas as Eliminatórias.

"É evidente que estamos desesperados por pontos, mas os bolivianos também. Somos os piores da tabela", disse o treinador em referência à sua equipe (com sete pontos, ao lado da Venezuela, e à Bolívia (cinco, na lanterna).

Após a vitória sobre os venezuelanos e o empate com a Argentina, ambos em Lima, a equipe está confiante em seguir o bom rendimento: "A equipe está muito confiante por conta dos últimos resultados e isso é muito bom para o grupo", comentou.

O técnico também falou sobre a falta de dinheiro da federação peruana de futebol, que teve as contas congeladas pelo Governo.

Hoje, a entidade pediu um empréstimo à liga profissional para poder arcar com os custos das Eliminatórias.

"É um assunto que incomoda, mas temos coisas mais importantes a pensar e não vou perder tempo pensando no que ocorreria se não viajássemos.

A liga profissional realiza uma reunião hoje para aprovar ou não o empréstimo de US$ 288 mil à federação, o que amenizaria a crise.

O presidente da entidade, Manuel Burga, foi reeleito em 2007 sem contar com o apoio do Governo, já que está inabilitado para exercer o cargo por cinco anos por não ter os estatutos da instituição à Lei do Esporte.


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo