iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

09/10 - 16:28

Maradona ironiza Cáceres e "culpa" Riquelme por crise nos EUA
"Comentários como os feitos pelo Cáceres deveriam ser ditos em um vestiário", disparou Dieguito

Gazeta Esportiva

BUENOS AIRES (Argentina) - O maior ídolo do Boca Juniors tomou partido de Juan Román Riquelme na crise de vestiários que vem tomando conta do clube portenho. Nesta quinta-feira, Maradona criticou, com uma boa dose de ironia, o zagueiro José Cáceres pelos comentários que havia feito sobre o meia.

“Não sei como está o Román depois do que se passou, mas aproveito para dizer-lhe que estou com ele”, avisou Maradona. “O que aconteceu foi muito público. Comentários como aqueles feitos pelo Cáceres deveriam ser ditos em um vestiário ou em um quarto fechado. Agora, parece que os Estados Unidos não saem da crise por culpa do Riquelme”, zombou.

A crise interna do Boca teve início na terça-feira, quando Cáceres reclamou publicamente de Riquelme ao dizer que o meia se dedica mais quando defende a seleção da Argentina do que o próprio clube. O paraguaio sugeriu inclusive que o meia precisava deixar a Bombonera e procurar uma nova equipe.

Maradona, no entanto, provocou Cáceres e pediu mais empenho do zagueiro dentro de campo, a fim de melhorar a situação defensiva do Boca Juniors – apenas o sexto colocado do Torneio Apertura do Campeonato Argentino, com 14 pontos ganhos em nove partidas.

“Creio que meu pai passaria tranqüilamente entre Cáceres e Paletta e os dois não ofereceriam resistência. Os zagueiros do Boca têm que se fazer respeitar um pouco mais, e eu particularmente gostaria de ver o Cáceres receber mais cartões amarelos”, opinou Dieguito.


Leia mais sobre: Riquelme Maradona Boca Juniors



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


AFP

Riquelme é inocente
Maradona saiu em defesa de seu sucessor e ainda criticou as atuações do zagueiro Cáceres

Topo