iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

09/10 - 16:53

Capitão Lúcio cobra postura ativa do Brasil

"Independentemente de quem for titular, nossa postura que será fundamental dentro de campo", disse o jogador

Gazeta Esportiva

TERESÓPOLIS - O zagueiro Lúcio não está preocupado com a formação e nem com a escalação do Brasil para os duelos com Venezuela e Colômbia, pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010. Para o capitão da seleção nacional, o segredo para as vitórias é mais simples: basta os 11 jogadores que vestirem a amarelinha mostrem raça e dedicação em campo.

Dunga ainda não oficializou como entrará em campo no domingo, para a partida em San Cristóbal contra a Venezuela: se com um esquema mais defensivo com três volantes ou se terá uma equipe mais solta, com apenas dois jogadores de marcação no meio e dois armadores. Lúcio, no entanto, não se preocupa com as opções.

“A princípio, o que mais nos interessa é a nossa postura”, explicou o pentacampeão mundial, que lembrou a atuação enérgica da seleção brasileira na vitória por 3 a 0 sobre o Chile, em Santiago, que recolocou o País na vice-liderança das Eliminatórias, superando a Argentina na tabela.

“Tivemos uma atitude exemplar, todos correram e se ajudaram. Temos um grupo sempre muito forte, com jogadores de qualidade. Independentemente de quem for titular, nossa postura que será fundamental dentro de campo”, alertou.

Lúcio, seguindo o ritmo, lembrou que uma boa atuação dos principais jogadores do Brasil depende de todo o elenco. “O Kaká e o Robinho são dois jogadores de muita qualidade e importantes para o nosso time, mas mesmo com esses atletas já tivemos dificuldades. Eles se destacavam mais quando o time inteiro se ajudava. Se essa entrega coletiva acontecer, quem sai ganhando é o grupo”, opinou.


Leia mais sobre: Seleção Brasileira Elminatórias da Copa



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo