iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

09/10 - 22:59

Botafoguenses destacam importância da vitória e elogiam Zárate
"Esse resultado nos manteve na briga”, disse Lúcio Flávio, que preferiu não comentar a beleza do seu tento

 

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - O Botafogo aproveitou a vantagem numérica que teve desde o primeiro tempo e venceu de virada o Vitória, por 3 a 1, nesta quinta-feira, no Engenhão. Apesar de Lúcio Flávio ter feito o gol plasticamente mais bonito dos três do Alvinegro, a atuação destacada pelos jogadores após o resultado foi a do argentino Zárate.

No jogo desta 29ª rodada do Campeonato Brasileiro, foi Willians quem abriu o placar para os visitantes, mas Zárate, Lúcio Flávio e Andre Luis decretaram o triunfo para os cariocas.

Autor do gol da virada, Lúcio Flávio decretou a importância dos três pontos para o time de General Severiano seguir na briga pelo título nacional ou por uma das quatro vagas na Copa Libertadores da América do ano que vem.

“Consegui fazer o gol da virada, e depois veio o gol do André, que consolidou o resultado. Esse resultado nos manteve na briga”, disse o meia, que preferiu não comentar a beleza do seu tento. “Tive que pensar rápido, tirei do zagueiro que fazia a cobertura. Foi bonito, mas antes de tudo foi um gol importante”, defendeu.

O zagueiro André, não muito acostumado a se aventurar pelo ataque, comemorou muito o seu gol. “Costuma sobrar mais pros atacantes, então quando um zagueiro como eu marca, o sentimento é maior. Estou muito feliz em ajudar o Botafogo nesse momento importante que o time vive”.

Não foi ‘André’ nem ‘Lúcio Flávio’, no entanto, o nome mais citado nesta noite no Engenhão, e sim o de Zárate. O argentino, vindo da segunda divisão de seu país, foi muito criticado pela torcida na sua estréia, quando estava notoriamente acima do peso. Contra o time baiano, no entanto, ele conseguiu atuar durante os 90 minutos e foi uma peça importante no setor ofensivo da agremiação carioca.

“A comissão técnica acreditou no Zárate, e foi uma boa decisão. Vimos que ele podia se dedicar, se recuperar. A expectativa era grande para vê-lo atuar durante 90 minutos, e nisso ele foi bem. Dou nota nove para, porque a gente espera ainda mais dele”, comentou Diguinho.

Wellington Paulista foi além: considerou que a atuação do estrangeirou beirou a excelência. “Dou nota dez para ele. Ele precisava muito, pelas críticas de quando chegou. Precisava de um gol e de uma boa atuação, e hoje ele teve isso”, finalizou.


Leia mais sobre: Botafogo Brasileirão



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo