iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

09/10 - 14:44

Após Engenhão ‘vazio’, CBF baixa preço para embate com Colômbia

Ingressos estão até 70% mais baratos para o confronto contra a Colômbia, no Maracanã, na próxima quarta

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - A CBF baixou consideravelmente os preços para o duelo da seleção brasileira contra a Colômbia, pela abertura do returno das Eliminatórias Sul-americanas para a Copa do Mundo. Depois de não conseguir vender todas as entradas para o confronto com a Bolívia no Engenhão em setembro, a entidade anunciou bilhetes até 70% mais baratos para o compromisso da próxima quarta-feira, no Maracanã.

No início de setembro, mesmo com a equipe amarelinha embalada pela vitória por 3 a 0 sobre o Chile, apenas 25 mil dos 29 ingressos colocados à venda para o jogo contra os bolivianos no Engenhão foram vendidos. Na ocasião, os preços variavam de R$ 100 a R$ 200.

Contra a Colômbia também na capital fluminense, mas no Maracanã, os preços serão mais baratos: R$ 30 a R$ 150. A venda dos bilhetes terá início às 12 horas (de Brasília) desta sexta-feira nos oito pontos de venda até as 20 horas e, também, pela internet. O limite de compra por pessoa é de dois ingressos normais e uma meia-entrada.

O torcedor interessado em assistir de perto à seleção de Dunga poderá encontrar as entradas nas bilheterias dos estádios do Maracanã (que no entanto não funcionarão no sábado e nem na quarta-feira), do Engenhão, de Caio Martins e São Januário, além do Citibank Hall. Haverá venda também nas livrarias Saraiva dos shoppings Rio-Sul, Norte Shopping e Copacabana. Pela internet, no site www.ticketmaster.com.br.

Os ingressos mais baratos para o jogo de quarta-feira contra a seleção colombiana serão os referentes às arquibancadas azuis: R$ 30. Os setores verdes e amarelos custarão R$ 40, enquanto as cadeiras brancas estarão cotadas a R$ 50. Os bilhetes mais caros serão os das cadeiras especiais, com valor de R$ 150.

No total, serão 87 mil ingressos colocados à venda – a capacidade máxima atual do Maracanã. “Mas nem todos serão vendidos. Temos alguns compromissos com convidados e tribunas, então acho que uns 70 mil irão para as bilheterias”, analisou Virgílio Elísio, diretor técnico da CBF.


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo