iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

08/10 - 08:18

Presidente da federação inglesa pede que clubes revisem salários

lorde Triesman lembrou que as entidades profissionais do esporte no país devem cerca de 3 bilhões de libras

EFE

LONDRES (Inglaterra) - O presidente da federação de futebol da Inglaterra, lorde Triesman, instou os clubes ingleses a revisarem seus sistemas salariais além de advertir que algumas destas entidades poderiam estar em situação de "perigo terrível" ante a crise mundial.

Em meio às turbulências que sacodem os mercados, Triesman pediu aos clubes de futebol que reconsiderem sua situação e lembrou que as entidades profissionais deste esporte neste país devem cerca de 3 bilhões de libras.

Apesar de o diretor-executivo da Premier League, Richard Scudamore, afirmar que os clubes de elite não sofrem um risco imediato ante a tempestade econômica mundial, Triesman diz que é prudente adotar medidas para reduzir o impacto da crise.

O presidente da FA afirmou que os salários estão crescendo cerca de 12% ao ano e que estão se transformando em um grande problema para os clubes ingleses.

"Dizem-me que para competir no nível máximo é necessário ser competitivo também no mercado salarial", declarou à emissora "Sky Sports News".

Triesman lembrou da existência de "um volume de dívida que é muito significativo nestas circunstâncias" e instou as pessoas a "pensarem sobre esta situação".

Perguntado sobre a necessidade de estabelecer um limite aos salários, disse que "apenas as pessoas vinculadas aos clubes poderão julgar este tema", embora tenha afirmado que o nível de dívida que estas entidades têm agora "deveria nos fazer parar, pensar e revisar onde estamos".


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo