iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

08/10 - 14:48

Gallas sai em defesa do ameaçado Domenech
Sob o comando de Domenech, a França caiu logo na primeira fase da Euro, com duas derrotas e um empate

 

Gazeta Esportiva

PARIS (França) - Na corda bamba após a pífia campanha na Eurocopa, em junho, e o mau início nas Eliminatórias européias para a Copa do Mundo de 2010, o técnico da França, Raymond Domenech, precisa de um bom resultado neste sábado, ante a Romênia, fora de casa, para salvar o emprego. No que depender do grupo da seleção, porém, o treinador de 56 anos ficará no cargo até o final do qualificatório.

É o que garante o lateral William Gallas, do Arsenal, um dos mais experientes do time. “Estamos com nosso técnico. Começamos com ele e vamos terminar com ele. Mas ele sabe da pressão que tem e precisa de resultados”, comentou.

“Se nós mudarmos de treinador, quem garante que iremos melhorar? Ninguém. Sou a favor da continuidade. Se começamos com ele, temos que ir até o fim com ele. Se não classificarmos para a Copa do Mundo, concordo que teríamos que mudar. Mas antes disso, não”, completou o zagueiro de 31 anos.

Sob o comando de Domenech, a França caiu logo na primeira fase da Euro, com duas derrotas e um empate. Após a competição, em julho, a federação de futebol do país optou pela permanência do treinador, apesar da pressão da imprensa e da torcida local.

Porém, logo na estréia nas Eliminatórias, em setembro, os franceses perderam da Áustria e Domenech se salvou com uma vitória sobre a Sérvia em casa. Com estes resultados, os campeões do mundo em 1998 chegam à terceira rodada do qualificatório apenas na quarta colocação de seu grupo, com três pontos.


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo