iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

08/10 - 19:58

Chicão é suspenso por 120 dias pelo STJD; Timão vai recorrer
Zagueiro deixou o campo na partida contra o São Caetano depois de pisar no peito de um adversário e acabou recebendo o vermelho direto, aos 15 do segundo tempo

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - O Campeonato Brasileiro da Série B terminou para o zagueiro Chicão, do Corinthians, nesta quarta-feira. Julgado no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por conta da expulsão contra o São Caetano, o jogador recebeu pena de 120 dias de suspensão e só voltará aos gramados no Paulistão de 2009. O Corinthians deve recorrer ao Tribunal Pleno para diminuir a pena.

Já o volante Alessandro, também expulso, foi punido com um jogo de gancho e está livre para atuar por ter cumprido suspensão automática no empate em 2 a 2 contra o Marília. Ambos compareceram ao tribunal para acompanhar o julgamento.

Alessandro e Chicão foram expulsos no empate em 2 a 2 com o São Caetano, pela 28ª rodada da Série B. O zagueiro deixou o campo depois de, em disputa de bola, pisar no peito de seu adversário e acabou recebendo o vermelho direto, aos 15 minutos do segundo tempo.

Por isso, foi julgado com base no artigo 253 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (STJD), por praticar agressão física, que prevê pena de 120 a 540 dias de suspensão. A esperança corintiana seria desclassificar a denúncia neste artigo, garantindo pena mais branda. O objetivo não foi alcançado e, por 3 votos a 1, Chicão está fora dos gramados em 2008. A punição ainda o tirará do início do Paulistão.

Em seu depoimento, o zagueiro afirmou que tinha intenção de empurrar o adversário para se equilibrar e a defesa do jogador chegou a pedir para que colocasse a chuteira, no intuito de provar que, se tivesse acertado o jogador Luan, do Azulão, este teria sido furado.

Ainda foi apresentada uma matéria jornalística, na qual Luan classifica o lance como acidental. Outro aspecto colocado em evidência pela defesa corintiana foi de que não houve necessidade de atendimento médico. Quanto à situação de Alessandro, o advogado do Timão ressaltou sua primariedade como réu.

"Já o volante Fabinho recebeu o segundo cartão amarelo por agarrar o adversário e foi julgado com base do artigo 250 do CBJD, por ‘praticar ato desleal ou inconveniente durante a partida", recebendo a pena mínima de uma partida. Como já cumpriu a pena automaticamente, está liberado para integrar o elenco do técnico Mano Menezes neste sábado, no confronto contra o Santo André.

Na saída do tribunal, o advogado do Corinthians, João Zanforlin, mostrou a insatisfação com a decisão e garantiu que a equipe trabalhará rapidamente para recorrer do veredicto. "O que nos deixa chateado é que o Relator veio com o voto pronto de casa e as provas apresentadas são claras. Vamos interpor Recurso o mais rápido possível", disse o site Justiça Desportiva.


Leia mais sobre: Corinthians Série B Chicão



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Gazeta Press

Gancho
Chicão vinha sendo um dos destaques do Timão na Série B, mas pode ficar de fora da competição

Topo