iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

07/10 - 14:22

Caio minimiza euforia do presidente e afasta favoritismo

Treinador justificou comentário de dirigente alegando que 'faz parte do perfil dele' este tipo de declaração

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - Na última segunda-feira, o presidente Márcio Braga causou polêmica ao afirmar que já estava preparando a festa do título brasileiro do Flamengo, mesmo com a competição ainda tendo dez rodadas a se realizar e com o Rubro-Negro quatro pontos atrás de Palmeiras e Grêmio. Evitando confronto com o mandatário, o técnico Caio Júnior preferiu minimizar as declarações do dirigente e apontou os líderes do Brasileiro como favoritos ao título.

“Faz parte do perfil do nosso presidente. O que posso falar dele é que ele me apóia muito, ele constantemente está lá na Gávea. Faz parte do estilo do Flamengo este tipo de declaração e temos que encarar assim. Estamos em quarto lugar. Palmeiras e Grêmio são os favoritos hoje porque têm essa vantagem e é nessa toada que vamos seguir - afirmou o treinador flamenguista em entrevista à Sportv.

Caio Júnior, que já se reuniu com o grupo rubro-negro após as declarações de Márcio Braga, garantiu que os jogadores não se deixarão influenciar pelo clima de euforia criado pelo presidente do clube.

“É uma declaração isolada do presidente. Ele está há trinta anos no Flamengo e já ganhou tudo. Ele pode dizer que ele já conquistou tudo. Mas nós que estamos chegando temos que ter cuidado”, ressaltou Caio Júnior.

O técnico do Flamengo, no entanto, admite que a torcida do Flamengo também vem se mostrando entusiasmada com a possibilidade de conquista do título brasileiro.

“Existe um clima criado porque vamos fazer sete dos dez jogos em casa. Mas precisamos lembrar que fizemos 14 jogos fora de casa e só perdemos quatro. Ganhamos cinco e empatamos cinco. Nossa equipe joga bem fora de casa também. Se tivesse que jogar fora de casa teríamos chance também. A diferença muito grande jogando em casa, é o apoio maciço da torcida, pois teremos 80 mil pessoas em todos os jogos”, apontou.

O primeiro dos jogos no Maracanã será no sábado, contra o Atlético-MG. Os atletas rubro-negros reconhecem a importância do confronto e acreditam que o estádio lotado poderá servir para amedrontar o adversário.

“O jogo contra o Atlético será mais um jogo para mostrarmos o nosso valor. Será mais um jogo diante da nossa torcida e temos que provar que temos condições de sermos campeões brasileiros. Agora é a reta final. É a hora dos guerreiros. Diante da nossa torcida, não podemos pensar em outro resultado sem ser a vitória. Quando a torcida do Flamengo lota o Maracanã, assusta qualquer adversário. Assusta até a gente. É muita força vindo das arquibancadas. Contamos com ela para essa reta final e tenho certeza que ela vai comparecer”, comentou o meia Toró, que ganhou a vaga de titular após a boa atuação contra o Náutico.

Treino - Na manhã desta terça-feira, o Flamengo realizou treinamento físico na Praia do Leblon. Nem todos os atletas, no entanto, participaram da atividade. Recuperando-se de lesão muscular, o meia Éverton realizou trabalho à parte na Gávea, assim como o zagueiro Fábio Luciano que, suspenso, não enfrentará o Galo.

Outro que também trabalhou na Gávea foi o atacante Marcelinho Paraíba. Já Ibson não retornou de Portugal, onde foi resolver problemas particulares, a tempo de se juntar ao grupo. E o goleiro Bruno foi liberado já que sua filha, Maria Eduarda, nasceu na noite da última segunda.

E também nesta terça, a comissão técnica do Flamengo confirmou que Éverton só deverá voltar ao time diante do Vasco, no dia 19. A expectativa é que o meia treine com bola só na quinta-feira, o que tornaria curto o espaço de tempo para que enfrentasse o Atlético-MG em boas condições.


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo