iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

04/10 - 18:05

Marília breca arrancada do Corinthians à Série A: 1 a 1

Fábio Ferreira abriu o placar para o Timão aos 13 minutos do 1º tempo, mas Altair empatou aos 16 da etapa final

Gazeta Esportiva

LONDRINA - O Marília foi a nona equipe a empatar com o Corinthians pela Série B do Campeonato Brasileiro – a sexta vez pelo placar de 1 a 1, gols marcados pelo aniversariante Fábio Ferreira e por Altair. Com o resultado, o líder da competição postergou o dia que ratificará seu retorno à Primeira Divisão.

Apesar do segundo empate consecutivo (na semana passada, a igualdade foi por 2 a 2 com o São Caetano), o Corinthians abriu 12 pontos de vantagem para o vice-líder Vila Nova (63 a 51) e 15 em relação ao quinto colocado Barueri (63 a 48). A expectativa da equipe é confirmar o acesso nas próximas rodadas.

Para isso, o Corinthians precisará quebrar a seqüência de empates e vencer o Santo André de Marcelinho Carioca no sábado de 11 de outubro. O Marília tem compromisso pela Segunda Divisão já na terça-feira, quando visitará o Santo André. O MAC está na zona de rebaixamento, com apenas 31 pontos ganhos.

O jogo – A estratégia financeira do Marília surtiu efeito. O estádio do Café estava lotado de corintianos, que garantiram a maior arrecadação do clube do interior paulista na temporada. Mas sobrou pressão para a equipe comandada por Gil Alves, o Búfalo Gil. “Problema deles”, disse o volante Cristian na véspera da partida.

Nem mesmo uma chuva de granizo que retardou o início do jogo em cinco minutos diminuiu o entusiasmo dos torcedores. No gramado, o Corinthians também estava empolgado. Não deixava o Marília passar do meio-campo. Para piorar, o adversário perdeu o atacante Felipe Adão, machucado, logo no início. Betinho o substituiu.

O Corinthians ganhou consistência ofensiva com a estréia do lateral Diogo. Assim como pediu o técnico Mano Menezes, o jogador repetiu as boas atuações da época em que defendia o Sport. Com personalidade, assumiu a condição de referência ofensiva do time pela direita. E, com a falta de ousadia do Marília, não precisava se preocupar com a marcação.

Foi através de uma falta cobrada por Diogo que o Corinthians abriu o placar. Aos 13 minutos, o lateral levantou a bola na área, onde o sempre criticado Fábio Ferreira testou para o chão: 1 a 0, no dia do 24º aniversário do autor do gol. Em vantagem no placar, o ânimo corintiano aumentou. Até quando caía sentado o argentino Herrera era ovacionado pelo público.

O Marília tentou reagir no final do primeiro tempo, pouco após o canhoto Douglas receber a bola na área, chutar cruzado com o pé direito e acertar a trave. Mas a pressão do “time mandante” foi contida por Felipe, que, mesmo mancando, salvou o Corinthians do empate. Depois de uma das defesas do goleiro, a bola tocou no travessão.

O Corinthians parou no segundo tempo, apesar dos gritos incessantes da torcida. Já com Bruno Ribeiro no lugar de Diego, o Marília manteve a ofensividade do final do primeiro tempo. Aos 16 minutos, conseguiu o empate. Altair dividiu com André Santos após cruzamento da esquerda e foi premiado com o gol: 1 a 1.

De imediato, Mano Menezes trocou Diogo por Carlos Alberto para reforçar a marcação e Dentinho (que estava com amigdalite na sexta-feira) por Otacílio Neto, com o intuito de dar mais consistência ao ataque. Como o resultado demorou a aparecer, o treinador gastou sua última alteração: Lulinha substituiu Morais.

Modificado, o Corinthians não conseguiu resgatar o bom desempenho do primeiro tempo. “Vamos ganhar o jogo”, gritava Mano Menezes à beira do gramado. Nas arquibancadas, os torcedores pediam: “não pára, não pára, não pára”. Não adiantou. O Marília soube se defender e quase virou a partida em cobranças de falta de Altair. Felipe impediu.

 

FICHA TÉCNICA
MARÍLIA 1 X 1 CORINTHIANS  (Veja como lance a lance)

Local: Estádio do Café, em Londrina (PR)
Data: 4 de outubro de 2006, sábado
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)
Assistentes: Gilson Bento Coutinho e Marcos Rogério da Silva (ambos do PR)
Cartões amarelos: Chiquinho, Diego, Bruno Ribeiro, Fernando Moura, Betinho (Marília); Elias, Fábio Ferreira (Corinthians)
Gols: CORINTHIANS: Fábio Ferreira, aos 13 minutos do primeiro tempo; MARÍLIA: Altair, aos 16 minutos do segundo tempo

CORINTHIANS: Felipe; Diogo (Carlos Alberto), William, Fábio Ferreira e André Santos; Cristian, Elias, Douglas e Morais (Lulinha); Dentinho e Herrera
Técnico: Mano Menezes

MARÍLIA: Alencar; Chiquinho, Flávio, Fernando e Fernando Moura; João Marcos, Diego (Bruno Ribeiro), João Vítor e Altair; Ricardinho Furacão (Marcinho) e Felipe Adão (Betinho)
Técnico: Gil Alves


Leia mais sobre: Corinthians Marília Série B



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Gazeta Press

Bom resultado
Apesar do empate, o Corinthians viu sua vantagem aumentar para 12 pontos em relação ao vice-líder

Topo