iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

04/10 - 18:09

Grêmio bate Botafogo e continua na cola do Palmeiras

Com a vitória por 2 a 1, em casa, o tricolor gaúcho segue com a mesma pontuação do líder

Gazeta Esportiva

PORTO ALEGRE - O Grêmio quebrou o jejum de quatro partidas sem vitórias no Campeonato Brasileiro ao derrotar o Botafogo por 2 a 1, de virada, em partida disputada na tarde deste sábado, no Estádio Olímpico, em Porto Alegre. Com o resultado, a equipe gaúcha chegou aos 53 pontos, igualando-se ao líder Palmeiras sendo superado apenas no número de vitórias. Já o Botafogo caiu para o oitavo lugar com 43 pontos e ficou bem mais distante da briga pelos primeiros lugares na tabela da classificação. Veja os gols da partida no player ao lado >>

O time gaúcho mostrou mais ímpeto ofensivo, com seus jogadores em tarde mais inspirada do que o conjunto adversário, com destaque para o jovem meia Douglas Costa. Já o Botafogo encontrou muitas dificuldades para se armar ofensivamente e quando perdeu Jorge Henrique ,expulso, ficou sem qualquer capacidade de reagir. O argentino Zárate voltou a ter uma oportunidade, mas ficou isolado na frente e quase não recebeu bolas.

Na próxima rodada, o Botafogo receberá o Vitória no Engenhão, enquanto o Grêmio enfrentará o Santos no Estádio Olímpico.

O Jogo:Sem atacantes, o Botafogo improvisou uma dupla de ataque com Carlos Alberto e Jorge Henrique. E sem ninguém fixo na frente, o time carioca passou a marcar a saída de bola da defesa do Grêmio, que era obrigada a dar chutões para o ataque, onde o grandalhão uruguaio Richard Morales tentava ganhar as jogadas aéreas nas imediações da área carioca para colocar seus companheiros em condições de concluir.

O primeiro chute a gol só ocorreu aos 12 minutos quando William Magrão arriscou de fora da área sem qualquer perigo para Castillo. Os dois times faziam muitas faltas e o zagueiro André Luís e o atacante Morales começaram a se estranhar, trocando empurrões sempre que acontecia uma jogada de bola parada. Já o Botafogo, que tinha grande dificuldade para chegar na defesa gremista, só conseguiu incomodar o goleiro Victor aos 18 minutos em cabeçada fraca de Jorge Henrique.

Aos 22 minutos, André Luís bateu falta de muito longe e Victor defendeu sem dificuldade. Na seqüência, Douglas Costa fez ótima jogada individual mas chutou longe do gol de Castillo.

O Botafogo estava melhor na partida e aos 27 minutos, o lateral Alessandro fez boa jogada individual, driblando dois jogadores do Grêmio e chutando cruzado mas a bola bateu na zaga gremista e saiu. Aos 30 minutos, o Botafogo marcou o primeiro gol. Lúcio Flávio cobrou falta da direita, o goleiro Victor, atrapalhado por adversários, soltou a bola nos pés do zagueiro Renato Silva que só teve trabalho de empurrar para as redes.

A resposta do Grêmio não demorou.Aos 33 minutos, após rebote da defesa, a bola sobrou para Douglas Silva que chutou forte, a bola desviou no pé de André Luís e enganou o goleiro Castillo decretando o empate.

Já nos acréscimos, o zagueiro Léo deu uma cotovelada em Jorge Henrique e recebeu cartão vermelho, o mesmo acontecendo com o jogador do Botafogo que protestou bastante, alegando que tinha sido atingido sem reagir.

O Botafogo voltou para o segundo tempo com Renan no lugar de Castillo que sentiu dores nas costas e com o atacante argentino Zárate na vaga do volante Leandro Guerreiro. Aos três minutos, o Grêmio teve a chance de desempatar. Felipe recebeu nas costas da zaga, penetrou e chutou forte mas o goleiro Renan defendeu parcialmente e André Luís mandou para escanteio. A partida seguia muito truncada com faltas constantes praticadas pelas duas equipes.

Aos 11 minutos, o Grêmio perdeu uma oportunidade incrível de desempatar. Felipe fez ótima jogada pela direita e lançou Morales inteiramente livre na grande área, mas o atacante uruguaio chutou por cima do gol de Renan. No Botafogo, Zárate funcionava como pivô, mas não era ajudado por Lúcio Flávio e Túlio que erravam muitos passes enquanto Carlos Alberto parecia mais disposto a brigar com os zagueiros gremistas do que a ajudar seu time a resolver os problemas ofensivos.Assim sobrava para Diguinho a missão de atacar e defender.

O Grêmio continuava buscando o segundo gol, o que acabou alcançando aos 18 minutos quando o zagueiro Rever subiu só entre os zagueiros alvinegros e cabeceou sem chances para Renan.

O gol animou o Grêmio que passou a pressionar em busca do terceiro gol. Para tentar acertar a equipe, o técnico Ney Franco trocou o lateral Triguinho pelo atacante Gil. Aos 23 minutos, Felipe se aproveitou dos espaços concedidos pela defesa alvinegra para cabecear com grande perigo para Renan.

O goleiro Renan voltou a aparecer em conclusão de Reinaldo mas a partir dos 35 minutos, o Grêmio desistiu de atacar e recuou quase toda a sua equipe para defender o resultado, o que efetivamente conseguiu apesar dos esforços do Botafogo que, mesmo sem coordenação, tentou o empate. No último lance, Zárate recebeu de costas, girou bonito e concluiu para uma defesa segura de Victor.

 

FICHA TÉCNICA (Veja como foi lance a lance)
GRÊMIO 2 x 1 BOTAFOGO

Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre (RS)
Data: 4 de outubro de 2008, sábado
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (Fifa-PR)
Assistentes: Ivan Bohn (PR) e Carlos Berkenbrock (SC)
Cartão Amarelo: Morales, William Magrão(Grêmio); Triguinho e Carlos Alberto(Botafogo)

Gols: GRÊMIO: Douglas Costa, aos 33 minutos do primeiro tempo, e Rever, aos 18 minutos do segundo tempo
BOTAFOGO: Renato Silva, aos 31 minutos do primeiro tempo

GRÊMIO: Victor; Léo, Everton e Rever; Felipe, Rafael Carioca, William Magrão, Douglas Costa(Makelelê) e Thiego; Soares(Marcel) e Richard Morales(Soares)
Técnico: Celso Roth

BOTAFOGO: Castillo(Renan); Alessandro, Renato Silva, André Luis e Triguinho(Gil); Túlio, Diguinho, Leandro Guerreiro(Zárate) e Lucio Flavio; Carlos Alberto e Jorge Henrique
Técnico: Ney Franco

Leia mais:


Leia mais sobre: Grêmio Botafogo Campeonato Brasileiro

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias