iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

03/10 - 16:03

Uefa diz que não é necessário devolver bola para times com jogador machucado

Decisão esclarece polêmica de Shakthar x Barcelona, quando time espanhol teve gol contestado pelos russos

EFE

BARCELONA (Espanha) - A Uefa emitiu no início da última semana um comunicado no qual recorda a todos os clubes que participam da Liga dos Campeões que "não deveriam esperar" que seu rival devolvesse a posse da bola após tê-la chutado para fora para que um jogador machucado seja atendido.

O Barcelona venceu o Shakhtar Donetsk por 2 a 1 pela Liga dos Campeões com um gol polêmico, pois a equipe ucraniana entendeu que no lance o time catalão deveria lhe devolver a posse de bola após atender um jogador machucado.

Na reunião com os árbitros internacionais antes da temporada 2007-2008 a Uefa afirmou que "em algumas ligas já se tomou a decisão de deixar o árbitro decidir se partida deve ser interrompida" em caso de lesão de um jogador, razão pela qual, "para evitar qualquer confusão", a entidade européia recomendou às equipes "que seja o árbitro o responsável por decidir se o jogo deve parar".

Em sua circular, a Uefa lembra o artigo 5 do regulamento do futebol, que permite ao juiz "deter a partida caso na sua opinião um jogador esteja machucado e tenha que ser retirado do campo".

Por isto, a Uefa encerra seu comunicado lembrando que, "conseqüentemente, quando a equipe de um jogador lesionado enviar a bola para fora não deve esperar que seu rival a devolva".

Apesar disto, o Barcelona mantém sua política de seguir cumprindo a lei não escrita no mundo do futebol de devolver a posse se o rival enviar a bola para atender um jogador machucado.

"Nós não falamos isto, mas seria bom se unificassem os critérios", declarou hoje o técnico Guardiola, que defende que "o juiz deve decidir se para a partida".

"Entretanto, por nossa parte seguiremos atuando assim. Quando um adversário chutar voluntariamente a bola para fora a devolveremos", concluiu. No entanto, no caso da partida contra o Shakhtar, a equipe catalã diz que a defesa de seu rival jogou a bola para fora em um lance comum, o que fez o Barcelona prosseguir a jogada.


Leia mais sobre: Uefa futebol europeu



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo