iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

03/10 - 19:04

Dirigente tira férias e aumenta crise no Atlético-MG

Como presidente do Conselho Deliberativo, João Batista Ardizoni estava incumbido de conduzir o processo de transição política

Agência Estado

BELO HORIZONTE - Enquanto tenta se reabilitar em campo e afastar de vez a ameaça de rebaixamento justamente no ano de seu centenário, o Atlético-MG continua vivendo momentos conturbados fora das quatro linhas. Sem presidente desde a renúncia de Ziza Valadares no dia 18 de setembro, o ambiente no clube voltou a ficar tumultuado nesta sexta-feira, com o anúncio do presidente do Conselho Deliberativo, João Batista Ardizoni, que decidiu tirar férias em meio à crise.

Na condição de presidente do Conselho Deliberativo do Atlético-MG, João Batista Ardizoni estava incumbido de conduzir o processo de transição política e marcar novas eleições, já que todos os vice-presidentes do clube também renunciaram depois da saída de Ziza Valadares.

Como o estatuto do clube não trata da situação atual, uma reunião para a votação de um documento contendo novas regras estatutárias foi marcada para a última quinta-feira. Mas uma liminar judicial impediu sua realização. Agora, com as férias de João Batista Ardizoni, não há prazo para solução do problema.


Leia mais sobre: Atlético-MG João Batista Ardizoni



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Gazeta Press

O início do caos
Saída de Ziza do comando do Galo deflagrou instabilidade política ainda insolúvel no clube

Topo