iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

03/10 - 15:40

Confiança é absolvido e Série C tem sequência neste sábado
O ASA tentava tirar seis pontos da equipe sergipana, que foi absolvida por unanimidade no STJD

Redação iG Esporte

SÃO PAULO - A tentativa do ASA de Arapiraca em ficar com uma das vagas para o octogonal final da Série C no "tapetão" foi em vão. Nesta sexta-feira, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) negou o pedido de punição do time alagoano ao Confiança, pela suposta escalação irregular de Nilson Sergipano.

Todos os quatro auditores do processo deram ganho de causa ao jogador e ao Confiança. Caso o clube sergipano fosse punido, perderia seis pontos e a vaga na próxima fase da terceira divisão ficaria com o ASA.

Essa não foi a primeira vez que Nilson Sergipano foi julgado no STJD. Em março de 2007, o jogador recebeu pena de 120 dias, quando atuava pelo CRB. Ele infringiu o artigo 244 (Ser flagrado, comprovadamente dopado, dentro ou fora da partida), por uso de maconha.

Entenda o caso
Nilson Sergipano foi suspenso por 120 dias pelo Tribunal de Justiça Desportiva de Alagoas, quando disputava o campeonato estadual pelo Coruripe. O atacante foi condenado no dia 29 de maio e a punição começou a valer no dia seguinte.

Desta forma, o jogador só poderia atuar no dia 26 de setembro, mas ele entrou em campo pelo Confiança dois dias antes da punição acabar. No julgamento desta sexta-feira, Nilson afirmou em seu depoimento que não tinha conhecimento da suspensão de 120. Ele estava atuando no Marítimo, de Portugal, e ninguém o avisou da punição.

Com o imbróglio judicial resolvido, o octogonal final da Série C começa neste sábado. Veja abaixo:

15h - Duque de Caxias-RJ x Confiança-SE
16h - Águia-PA x Guarani-SP
16h - Campinense-PB x Atlético-GO
19h - Brasil-RS x Rio Branco-AC


Leia mais sobre: Série C ASA de Arapiraca Confiança



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Divulgação

Absolvido
Nilson Sergipano compareceu ao STJD nesta sexta para se defender da acusação

Topo