iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

02/10 - 16:38

Torcedor poderá comprar ingressos nas lotéricas
Parceria entre a BWA e a Caixa Econômica Federal também marca a estréia do “Cartão Ingresso Fácil”

Redação iG Esporte

SÃO PAULO - No próximo dia 3 de outubro, na sede da Federação Paulista de Futebol, o Grupo BWA, em parceria com a Caixa Econômica Federal, assina um acordo que permitirá ao torcedor comprar o seu ingresso para uma partida de futebol, ou de qualquer outro evento de entretenimento conveniado, nas lotéricas, que hoje estão espalhadas em mais de 11 mil pontos do país.

No mesmo evento, a BWA vai apresentar o Cartão de Entretenimento Ingresso Fácil. "Lançaremos no mercado um cartão private label associado ao Sistema I-Fácil de Ingressos, que por sua vez estará integrado ao sistema da Caixa Econômica Federal e a outros parceiros, para a comercialização de eventos e produtos, com carga nas lotéricas da Caixa e acesso aos estádios de futebol e outros espetáculos", explicou Walter Balsimelli, diretor-sócio do Grupo BWA. 
 
O Cartão IF funcionará como cartão de débito com recarga. O torcedor compra o seu ingresso em algum setor determinado do estádio, ou do local onde o espetáculo será realizado, na lotérica. O crédito será descontado do cartão nas catracas de entrada.

Para contar com o Cartão IF, o torcedor terá que fazer o seu cadastro no site da Ingresso Fácil (www.ingressofacil.com.br) e pagar uma taxa de R$ 15,00. A cada compra de ingresso, uma taxa única de administração de R$ 2,50 será cobrada. "Não importa se ele comprar um ou dez ingressos de uma vez, a taxa tem esse valor único. É menos do que passagem ida e volta de ônibus até a lotérica", comparou Bruno, outro sócio-diretor do grupo.

A maior vantagem do produto, segundo a BWA, é impedir um problema que aflige o país para compra de entradas em eventos: os cambistas. Para cada CPF será emitido somente um cartão, que também é à prova de qualquer tipo de fraude e falsificação. "Acreditamos que esse novo sistema vai neutralizar a ação dos cambistas e dar mais segurança contra fraudes, na medida em que o cartão é pessoal e intransferível. Uma pessoa não poderá comprar com o cartão de outra", explica Bruno. 
 
A idéia também é evitar filas por ingressos nas partidas com grande público, já que os postos de vendas se multiplicaram.


Leia mais sobre: ingressos futebol brasileiro



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Gazeta Press

Fim da bilheteria?
Agora o torcedor poderá evitar as filas comprando seu ingresso nas lotéricas

Topo