iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

02/10 - 08:09

Luxa minimiza troca de farpas com a “turma do amendoim”

Técnico do Palmeiras não se abala com as críticas e ressalta presença da torcida na partida da Copa Sul-Americana

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - A tradicional “turma do amendoim” voltou a ser notícia no Palmeiras. Desta vez, alguns corneteiros do Parque Antártica pegaram no pé do técnico Vanderlei Luxemburgo na vitória desta quarta-feira diante do Sport Áncash. Mas o treinador mostrou estar calejado com as críticas.

Vanderlei Luxemburgo está em sua quarta passagem pelo Palmeiras e viveu os dois lados no clube. Durante os anos 90, acumulou títulos inesquecíveis. Já no início da atual década, pegou um time em fase decadente que, após sua saída, amargou a queda para a Série B do Campeonato Brasileiro no final de 2002.

“A turma do amendoim é uma coisa antiga, não é só comigo, também criticaram o Felipão. Você tem que dar uma xingada e passa tudo batido”, explicou Luxemburgo, responsável, neste ano, pelo fim do jejum alviverde de 12 anos no Campeonato Paulista.

Independente das críticas das sociais do Palestra Itália, Luxemburgo agradeceu o apoio dos 4.288 torcedores que estiveram no Parque Antártica em um dia de intensa chuva na capital paulista para acompanhar a vitória contra o Sport Áncash. Para ele, os jogadores fizeram o programa valer a pena com a vitória no final.

“Nossa equipe deu demonstração de respeito ao torcedor”, analisou Luxemburgo, responsável por outro feito: desde 2001, o Palmeiras não se classificava para uma fase quartas-de-final de torneio sul-americano. “Tudo é questão de sentar e conversar. Sentamos com a diretoria e decidimos que queríamos passar de fase”, finalizou o treinador.

Leia também:


Leia mais sobre: Vanderlei Luxemburgo Palmeiras Copa Sul-Americana



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


EFE

Sufoco no Palestra
Jogadores do Palmeiras comemoram o gol de Jumar, marcado aos 43 do segundo tempo

Topo