iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

01/10 - 18:52

Petrobras nega pendências e diz que renovação ainda é possível
partes ainda estariam conversando sobre números, e pedido ainda não teria sido oficialmente recusado

Gazeta Esportiva


RIO DE JANEIRO - Estampando sua logomarca do Flamengo há 24 anos, a estatal petroleira Petrobras negou em nota oficial que a parceria esteja definitivamente terminada. Segundo a empresa, apesar de ainda não ter aceitado a proposta de renovação do time rubro-negro, ainda existem chances de que o patrocínio continue.

A notícia de que a diretoria do Flamengo está à procura de um novo patrocinador para a temporada de 2009 foi recebida com surpresa pela estatal. Segundo sua assessoria, a informação de que a proposta feita pelo Rubro-Negro fora recusada - aumento de R$ 16,2 para R$ 20,6 milhões da cota - não é verdadeira.

As duas partes ainda estariam conversando sobre os números, e o pedido ainda não teria sido oficialmente recusado. O contrato em vigor se encerra no dia 31 de janeiro de 2009, e a Petrobras está disposta a conversar para que a parceria seja renovada.

Confira a nota na íntegra:

A respeito das recentes notícias envolvendo o Clube de Regatas do Flamengo e a Petrobras, a Companhia gostaria de esclarecer que o contrato de patrocínio está em vigor até janeiro de 2009.

A Petrobras não deixou de efetuar qualquer pagamento contratual. Em março do corrente ano, quando da assinatura do contrato de patrocínio, foi paga a primeira parcela correspondente a 50% do valor total previsto, ficando o restante a ser pago em seis parcelas iguais, a partir do sexto mês do contrato, ou seja, setembro.

A Petrobras, visando adequar o cronograma de desembolso ao calendário do futebol brasileiro, ainda propôs e foi aceito pelo Flamengo um aditivo contratual, para que todo o valor fosse desembolsado durante o ano de 2008, uma vez que as contrapartidas negociadas com o Clube são válidas somente até o final deste mesmo ano. Com isso, o cronograma de pagamento foi regularizado dentro do período de julho a dezembro.

No que diz respeito à multa de R$ 1,6 milhão (10% do valor do patrocínio, previsto pelo contrato vigente) aplicada ao Flamengo, ela foi motivada pela ausência da marca da Petrobras no uniforme de competição da equipe de Ginástica Artística, durante o campeonato brasileiro da modalidade, ocorrido em maio, na cidade de Maceió.

Este fato e outros em análise motivaram a reprovação do relatório de comprovação do cumprimento das contrapartidas apresentado pelo Flamengo, que é prerrogativa para o pagamento das parcelas, de acordo com o contrato assinado entre as partes. Salientamos ainda que não há qualquer interesse em reter pagamentos por parte da Petrobras, mas que os compromissos contratuais sejam cumpridos e que as obrigações legais sejam respeitadas.

A pendência existente no pagamento será regularizada, deduzindo-se o valor da multa já citada, assim que as situações de descumprimento das contrapartidas contratuais forem regularizadas e a Certidão Negativa de Débito da Secretaria Municipal de Fazenda for apresentada pelo C.R. Flamengo.

Quanto ao prazo dado pelo Clube para aprovação da nova proposta para 2009, a Empresa estranha tal posição, já que o atual contrato está em vigor e com pendências a serem resolvidas.

Lamentamos qualquer mal-entendido que possa estar atrapalhando uma parceria de 24 anos, fato inédito na história do futebol brasileiro. Uma grande marca com um grande clube.


Leia mais sobre: Flamengo Petrobras



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Gazeta Press

COM QUE ROUPA?
Primeiro o problema foi com o fornecedor de uniforme e agora o Fla quer novo patrocínio

Topo