iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

30/09 - 09:02

Por “incomodar muito”, Palmeiras pode perder Diego Souza no STJD

Meia deu um tapa no volante Fabrício na vitória por 1 a 0 sobre o Cruzeiro, em 14 de setembro

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - Depois de alcançar a liderança do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras vive nesta terça-feira outro dia de expectativa no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). O clube está ameaçado de perder Diego Souza, decisivo nas últimas partidas, por até três jogos devido a um tapa no volante Fabrício na vitória por 1 a 0 sobre o Cruzeiro, em 14 de setembro.

Durante o confronto, o lance foi ignorado pelo árbitro paranaense Héber Roberto Lopes, que nem deu amarelo. Mas um vídeo do entrevero com o volante celeste fez com que o camisa 7 fosse enquadrado no artigo 255 (praticar ato de hostilidade contra adversário ou companheiro de equipe) do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), com pena de uma a três partidas.

Para muitos, no entanto, a acusação só se confirmou porque os gremistas, comandados pelo meia Tcheco, cobraram do STJD a punição ao ex-companheiro de Olímpico. “A gente incomoda muito, por isso fazem esses pedidos”, avalia Martinez, que admite nem ter visto a jogada enquanto estava no Mineirão.

No elenco alviverde, a sensação de “incomodar” fica mais presente com as lembranças de dois julgamentos de Kléber. No Paulista, por pressão do São Paulo, o atacante ficou suspenso nas rodadas finais da primeira fase por uma cotovelada em André Dias, também não vista pela arbitragem. No Brasileiro, o camisa 30 teve de ir duas vezes ao Tribunal pela expulsão contra o Goiás em lance contra o zagueiro Rafael Marques que nenhuma câmera de televisão captou. Kléber foi absolvido nas duas oportunidades.

Diante desta situação, os palmeirenses cobram para que as decisões quanto à punição dos companheiros seja dada durante os jogos. “Quem tem que ver é o árbitro, a não ser que tenha sido um lance de muita maldade, de quebrar a perna e não deu para o árbitro ver. Mas esse do Diego foi um lance bobo”, defende Martinez.

“Não vi nada de anormal no lance. O Diego Souza é um jogador muito forte e precisou abrir os braços para dar a arrancada. Tanto que o Héber, que é um grande juiz, não deu nada. Futebol é contato físico”, conclui Gustavo.

Além de Diego, outro comandado de Vanderlei Luxemburgo que será julgado nesta terça-feira é Lenny. Também na vitória sobre o Cruzeiro, o atacante foi expulso ao receber o segundo cartão amarelo por carrinho contra o zagueiro Thiago Martinelli. Foi denunciado no artigo 254 (praticar jogada violenta) do CBJD, com punição de duas a seis partidas.


Leia mais sobre: Diego Souza STJD



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Gazeta Press

Logo agora?
Diego Souza tem sido importante no Palmeiras, mas pode ficar fora de jogos da reta final

Topo