iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

30/09 - 02:35

No museu, Serra deixa de lado negociação sobre Copa de 2014

Governador do Rio de Janeiro confirmou que existe 'acordo' para que São Paulo fique com a abertura e Rio receba a final

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - A inauguração do Museu do Futebol no estádio do Pacaembu reuniu personalidades importantes do esporte e da política. O governador de São Paulo, José Serra, pôde encontrar o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, o presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), Ricardo Teixeira, e até um representante da Fifa, o secretário-geral Jerome Valcke.

Mas o assunto Copa de 2014, segundo o próprio Serra, passou em branco desta vez.

”Não conversamos sobre isso”, confirmou o governador paulista, que deixou o estádio do Pacaembu nesta segunda-feira por volta das 23 horas. Entretanto, ele reiterou a intenção de São Paulo acolher o jogo de abertura. “Nossa idéia é lutar por este objetivo, sendo o Morumbi o estádio”, emendou.

Serra fez questão de convidar Sérgio Cabral para conhecer o Museu do Futebol. Em seu discurso, o governador carioca esclareceu que existe uma contribuição mútua entre os estados para que São Paulo fique com a abertura e o Rio de Janeiro receba a final da Copa do Mundo no Maracanã.

Bastante satisfeito com o resultado final do museu, Serra recordou que o projeto foi iniciado ainda em sua gestão na prefeitura de São Paulo. O governador paulista avaliou um espaço em terceira dimensão, que mostra imagens de Ronaldinho Gaúcho, como o mais impressionante da obra.

“Gostei de muitas coisas dentro do museu, mas a sala do Ronaldinho Gaúcho em terceira dimensão chamou a minha atenção. É fantástico ver o jeito do jogador dominando a bola”, finalizou Serra.


Leia mais sobre: Museu do Futebol Copa de 2014



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo