iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

30/09 - 15:31

Contra Shakhtar, Barça tenta disparar na liderança do grupo C na Liga

A equipe catalã vive um bom momento, após vencer as últimas quatro partidas que disputou

EFE

DONETSK (Ucrânia) - O Barcelona terá nesta quarta, às 15h45 de Brasília, a chance de disparar na liderança do grupo C da Liga dos Campeões em caso de vitória sobre o Shakhtar Donetsk, na Ucrânia, em jogo válido pela segunda rodada.

A equipe catalã vive um bom momento, após vencer as últimas quatro partidas que disputou - contra Sporting de Lisboa, pela Liga, e Sporting Gijón, Bétis e Espanyol, pelo Campeonato Espanhol.

Com um ataque eficiente, o técnico Josep Guardiola sabe que a equipe precisa encontrar o equilíbrio defensivo, o que o leva a fazer um rodízio no setor. Amanhã, a dupla de zaga será formada por Puyol e Rafa Márquez.

No entanto, são as situações fora de campo que preocupam o Barcelona. Após o atacante francês Thierry Henry ter sua saída cogitada do time espanhol, foi a vez do zagueiro Abidal criticar, diante da imprensa, o ambiente vivido no vestiário do clube.

Para ele, os jogadores são "uma família dentro do campo, mas fora, não". Abidal ainda lamentou não conhecer mais sobre os companheiros de equipe. Segundo palavras dele, na França, "as coisas são diferentes, já que as equipes se reúnem de vez em quando em alguma casa ou em algum restaurante para jantar", o que só viu acontecer no Barcelona "duas ou três vezes".

"Para mim, é importante conhecer todos os companheiros, porque no campo somos uma família, mas fora não", destacou Abidal.

Questionado sobre seu rendimento no início da temporada, o francês admitiu que seu nível "não é o melhor" e prometeu "trabalhar muito duro nos treinamentos" para estar sempre "100%".

Já o treinador do Barcelona incentivou hoje a sua equipe a dar um "passo adiante" na Liga dos Campeões. Guardiola pediu que a equipe "siga no bom caminho" e "mantenha o espírito".

"Devemos persistir nas coisas que fizemos bem", disse ele.

Apesar disso, o técnico pediu "prudência" e paciência e lembrou que "há poucos dias, o Barça estava em baixa". Ele ainda advertiu seus jogadores para que fiquem em alerta com o Shakhtar.

"Sabemos como jogam, conheço muito bem seus jogadores, que têm um grande nível ", completou Guardiola, que escalará o lateral-direito brasileiro Daniel Alves.

Pelo lado do Shakhtar - que venceu o Basel, da Suíça, na estréia por 2 a 1, com gols dos brasileiros Fernandinho e Jadson -, a situação também está complicada para o técnico romeno Mircea Lucescu.

O Shakhtar está em 11º no Campeonato Ucraniano, com nove pontos e apenas uma vitória. Já na Liga dos Campeões, os ucranianos dividem a liderança do grupo com o Barcelona.

Apesar das críticas, Lucescu voltará a escalar cinco brasileiros no time titular, consciente de que são os únicos jogadores capazes de surpreender a defesa catalã.

Além de Fernandinho e Jadson, estarão em campo o lateral Ilsinho e os atacantes Brandão e Luiz Adriano.

Prováveis escalações:

Shakhtar: Pyatov; Srna, Kucher, Hubschman e Chygrynskyy; Shevchuk, Ilsinho, Jadson e Fernandinho; Brandão e Luiz Adriano.

Técnico: Mircea Lucescu.

Barcelona: Valdés; Daniel Alves, Rafa Márquez, Puyol e Abidal; Touré, Xavi, Keita e Messi; Eto'o e Iniesta. Técnico: Josep Guardiola.

Árbitro: Howard Webb (ING), auxiliado por seus compatriotas Philip Sharp e David Richardson.


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo