iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

30/09 - 23:51

Chivas bate Furacão na Arena e fica com a vaga
Time mexicano volta a campo no torneio no dia 22 de outubro, diante de River Plate ou Defensor Sporting

Gazeta Esportiva

CURITIBA - Mesmo contando com a vantagem do empate sem gols e por 1 a 1, o Atlético Paranaense foi derrotado em plena Arena da Baixada pelo Chivas por 4 a 3 e foi eliminado da Copa Sul-Americana. O time de Guadalajara volta a campo pela competição apenas no dia 22 de outubro, quando enfrenta o vencedor do confronto entre River Plate e Defensor Sporting.

Precisando da vitória para ficar com a classificação, os mexicanos tentaram o ataque logo aos três minutos, com o cruzamento de Mejía que Baez completou pela linha de fundo. Na resposta, Ferreira fez grande jogada individual e cruzou na cabeça de Pedro Oldoni, que obrigou Hernandez a fazer uma grande defesa. O Furacão logo acordou na partida e passou a dominar as ações.

O jogo era movimentado na Arena, mas o time do Chivas, mesmo com a necessidade de construir o resultado, tocava mais a bola e parecia não ter pressa. Aos 13 minutos, Pineda arriscou de longe e Vinícius apenas acompanhou a saída de bola. O Rubro-Negro devolveu com Rafael Moura, que recebeu de frente para a meta aos 16 minutos, e tocou para fora, com perigo.

O Atlético-PR, depois de começar bem, passou a errar muitos passes e dava espaço para o adversário. Aos 23 minutos, Santana abriu espaço na zaga atleticana e bateu forte, com perigo. Aos 32 minutos, Pedro Oldoni bateu rasteiro e Hernandez ficou com a bola. Os times pararam de buscar o ataque, ambos com medo de tomar gol, mas a tática deu certo para Chivas que, aos 41 minutos, chegou ao gol com Pineda, que tocou de cabeça no cantinho.

No segundo tempo, o time rubro-negro voltou sem mudanças no time, mas prometendo outra atitude. Aos dois minutos, Netinho arriscou de longe, a bola desviou e quase enganou o goleiro. Porém, o jogo continuava perigoso e, aos quatro minutos, depois da troca de passes, a bola sobrou para Baez, que mandou para o fundo das redes. Com o resultado, o time brasileiro precisava marcar dois gols para levar para os pênaltis.

E a reação começou aos 12 minutos. Netinho cobrou falta na área e Rafael Moura apareceu para tocar de cabeça para o fundo do gol. Mas a alegria durou pouco e, aos 18 minutos, Arellano aproveitou a indefinição de Danilo e Vinícius para entrar na área e tocar por cobertura para as redes. Com isso, só a virada daria a classificação para o time paranaense.

Mas as esperanças acabaram de vez aos 23 minutos, com uma cobrança perfeita de falta de Santana, que mandou no ângulo. No minuto seguinte, Kelly aproveitou cobrança de escanteio para tocar de cabeça e descontar. Pior do que a desclassificação, o resultado poderia ter efeitos na campanha pífia do Brasileirão. Aos 33 minutos, Rafael Moura, com categoria, tocou na saída goleiro para fazer o terceiro.

A torcida tentava empurrar o time, que ainda precisava de dois gols para conseguir a classificação. Lutando muito em campo, o He-man tentava salvar o time. Aos 38 minutos, Netinho cobrou escanteio, o goleiro desviou e, depois da confusão, a bola bateu no travessão e saiu. Aos 43 minutos, Anderson Aquino tentou a bicicleta na área, mas furou. Aos 46 minutos, Kelly tentou o lançamento, mas isolou a bola.


Leia mais sobre: Atlético Paranaense Chivas Guadalajara



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


AP

Festa mexicana
Jogadores do Chivas comemoram um dos quatro gols marcados sobre o Furacão em plena Arena

Topo