iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

29/09 - 14:55

Técnico Claudio Borghi nega ter pedido demissão do Independiente

Com duas vitórias, quatro empates e duas derrotas, Independiente tem 10 pontos e está a nove do líder San Lorenzo

EFE

BUENOS AIRES (Argentina) - O técnico Claudio Borghi disse hoje que não pediu demissão do Independiente de Avellaneda após a derrota de sábado para o Lanús por 2 a 0, pelo Torneio Apertura do Campeonato Argentino.

"Falei com Julio Comparada (presidente do clube) imediatamente após a partida e ele me disse que estava tudo bem, que tenho o apoio da diretoria. E eu lhe pedi que não me apoiasse publicamente porque, quando isso ocorre, é sinal de que você está para sair", comentou o técnico.

Com duas vitórias, quatro empates e duas derrotas, o Independiente tem dez pontos na classificação e está a nove do San Lorenzo, líder isolado após oito das 19 rodadas.

"Há muitas equipes grandes que estão abaixo de nós na tábua", disse Borghi em referência a Racing, Estudiantes e River Plate - este último com o pior início de temporada em muitos anos.

"Mais um jogo pode nos dar a possibilidade de voltar a lutar entre os primeiros lugares. Está claro que estamos levando alguns gols que não são normais no segundo tempo", afirmou.

"Não gosto de desistir, nunca gostei, e por isso vou continuar.

Pelo elenco que temos, deveríamos estar mais acima na classificação", completou.

Na próxima rodada, o Independiente visitará o lanterna Huracán.


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo