iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

29/09 - 20:11

Ministro vê vantagens em São Paulo, mas evita opinar sobre Copa
"A cidade tem vantagens não apenas pelo Morumbi, mas sim pela estrutura disponível", disse Orlando Silva

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - A disputa pelo direito de promover a abertura da Copa do Mundo ainda deverá se estender por mais alguns meses. Apesar de a diretoria do São Paulo reiterar sua capacidade de abrir o Mundial de 2014 no estádio do Morumbi, o Ministro dos Esportes, Orlando Silva, advertiu que a escolha será feita pela Fifa.

A autoridade ainda admitiu algumas vantagens da capital paulista para receber a partida de estréia do evento, mas desconversou sobre as chances reais de o Morumbi ser contemplado com a oportunidade.

“A cidade de São Paulo tem algumas vantagens, pois é um centro importante do futebol brasileiro, conta com clubes de muita tradição e tem uma média de público alta. É uma cidade que tem um aeroporto com o maior número de visitantes internacionais, além do grande número de quartos de hotel. A cidade tem vantagens não apenas pelo Morumbi, mas sim pela estrutura disponível”, explicou, admitindo que a capital paulista está na briga para abrir a Copa.

“O governo e a prefeitura de São Paulo reivindicaram à CBF e à Fifa que a abertura da Copa do Mundo seja aqui, partindo da premissa de que o encerramento será no Maracanã. Porém, primeiro, a Fifa terá até março do ano que vem decidir quais são as cidades que sediarão. Só posteriormente será decidida qual cidade fará a abertura”, acrescentou. Além da capital paulista, Belo Horizonte e Brasília também sonham com o jogo de estréia do Mundial de 2014.

Orlando Silva ainda reconheceu que o carro-chefe da candidatura da cidade de São Paulo é o estádio do Morumbi, mas preferiu ainda não confirmar o local como campo da abertura.

“O Morumbi é um belo estádio, com estrutura para os atletas e com bom acesso ao torcedor. Isso ajuda na pretensão de receber a Copa. O estádio indicado pelo Estado de São Paulo para a Copa foi o Morumbi. Eu sei que tem muita gente especulando sobre outros estádios, mas o que está valendo hoje é o Morumbi. O que tiver a mais que isso é especulação. Mas, se outros clubes construírem estádio em tempo até 2013, eu acho muito bom, não só pela Copa, mas também pelos seus torcedores”, afirmou.

O Ministro esclareceu que as cidades interessadas em receber jogos da Copa terão de mostrar à Fifa os projetos e as garantias de investimentos para viabilizar a adequação do espaço ao evento. O Ministro também explicou que não caberá ao governo escolher a cidade contemplada para a abertura.

“Quem tem de garantir é a Fifa. É um tema que não é nosso. A decisão terá caráter técnico muito forte. Há uma lista de exigências que a cidade, o Estado e o estádio devem cumprir. O esforço do estado do São Paulo é para cumprir as exigências da Fifa”, concluiu.


Leia mais sobre: São Paulo Copa do Mundo

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias