iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

29/09 - 21:27

Com certeza de taça, Gustavo garante: liderança não muda nada

“Lutamos bastante para chegarmos à liderança. Valeu nosso esforço, nossa luta, mas o trabalho não muda", disse o zagueiro

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - Há mais de cinco meses, o Palmeiras ainda comemorava o título paulista e dava seu pontapé inicial no Brasileiro colocando-se como um dos favoritos à taça nacional. Depois de 27 jogos, finalmente a equipe chegou à liderança.

E é na caminhada que o levou à ponta que está a receita para sagrar o clube com o pentacampeonato.

“Lutamos bastante para chegarmos à liderança. Valeu nosso esforço, nossa luta, mas o trabalho não muda. A postura tem que ser a mesma, de um time que quer chegar e tem condições de ficar com o título. A concentração e a vontade não podem mudar nas 11 decisões que restam”, analisou Gustavo.

O zagueiro, titular na conquista estadual, vê no empenho alviverde a grande força para ser campeão. Por isso, descarta até mesmo a previsão de Wanderley Luxemburgo, que cobra aproveitamento de 75% dos pontos para o título não escapar – até agora, o percentual do Verdão é 61,7%.

“Não acredito em matemática. Matemática é vencer todos os jogos, mas em muitos jogos os favoritos não ganham. Temos é que continuar fazendo de tudo e cumprir nossa obrigação jogo a jogo”, argumentou o defensor.

“Se mantivermos a entrega e a vontade que temos tido em todos os jogos, com certeza o resultado no final do campeonato vai ser positivo para nós”, continuou o camisa 3, já projetando as conseqüências de tirar o Palmeiras de um jejum de 14 anos sem levantar o Brasileiro.

“Se ganharmos este título, vai ser um ano muito importante para todos. Já ganhamos o Paulista e com o Brasileiro ficaríamos marcados em um grande clube como o Palmeiras. Conseguimos chegar a esta primeira colocação e tenho certeza que vamos conseguir este título”, concluiu.


Leia mais sobre: Palmeiras Campeonato Brasileiro



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo