iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

28/09 - 20:32, atualizada às 11:22 29/09

Inter massacra Grêmio e tira rival da liderança do Brasileirão

Com a derrota, Tricolor gaúcho vê o Palmeiras assumir a ponta do Brasileirão nos critérios de desempate; assista aos gols no player ao lado>>

Gazeta Esportiva

PORTO ALEGRE - O Gre-Nal deste domingo teve o de sempre: tensão, jogo pegado e confusão. O que fugiu à regra foi o placar dilatado aplicado pelo Inter. Jogando no Beira-Rio, o Colorado conseguiu vencer o maior rival por 4 a 1, em um jogo que pode mudar o rumo dos dois clubes no Campeonato Brasileiro. Assista aos gols no player ao lado>>

Essa vitória na 27ª rodada do torneio fez o Colorado saltar da 11ª para a oitava colocação na tabela e se manter a quatro pontos da zona da Libertadores. Além do desgosto de perder para o maior rival, o Grêmio perdeu, depois de 13 jogos, a liderança da competição. O Tricolor possui os mesmos 50 pontos do Palmeiras, mas possui uma vitória a menos.

Inter e Grêmio voltam a jogar pelo Brasileirão no domingo. O colorado enfrenta o Coritiba na capital paranaense, mas antes entra em campo quarta-feira, às 17 horas (Brasília) no jogo de volta das oitavas-de-final da Copa Sul-americana diante da Universidad Católica no Beira-Rio. O Grêmio tentará se recompor e voltar à liderança diante do Botafogo, no Olímpico.

O jogo
Não houve tempo para as equipes se estudarem. Logo aos quatro minutos, o Inter marcou o primeiro gol da partida. Alex cobrou falta da intermediária, a defesa tricolor afastou e, no rebote, D’Alessandro, de primeira, encheu o pé e venceu o goleiro Victor.

O Grêmio precisou ir para cima e na bola parada levava perigo. A defesa colorada cometia erros bobos. Após levantamento na área, a defesa colorada fez de maneira errada a linha de impedimento, Orteman aproveitou-se e tocou de cabeça no travessão, com o zagueiro Léo perdendo a chance de empatar com o gol aberto.

Na seqüência, Celso Roth se viu obrigado a queimar uma substituição. O zagueiro Pereira, que era dúvida para o clássico, sentiu novamente lesão na coxa direita e deu lugar a Jean, aos 11 minutos. Aos 18, o melhor momento do Grêmio no clássico. Tcheco arrancou do seu campo, levou até perto da área colorada e desferiu um chutaço, a bola tocou na trave e entrou. O 1 a 1 estava no placar do Beira-Rio.

A tensão reinava. Os jogadores tinham pouco espaço para tocar a bola. Porém, o número de faltas era elevado. Em uma delas, aos 28 minutos, Guiñazu cobrou a infração rapidamente pegando os zagueiros gremistas em momento de desatenção. Já na área, Alex bateu forte entre as pernas do goleiro tricolor e novamente colocou o Inter em vantagem.

Precisando pelo menos do empate, Roth adiantou o zagueiro Rever para atuar como primeiro volante, modificando o 3-5-2 para o 4-4-2. A mudança não foi suficiente para conter o ímpeto vermelho. O terceiro gol colorado saiu em erro recorrente da defesa gremista. A bola no primeiro pau no escanteio mais uma vez trouxe problemas para o time gremista. Quem apareceu para escorar foi Índio, que levou o estádio ao êxtase.

A falha desconcertou os visitantes. Nilmar quase não tocou na bola no primeiro tempo, mas quando teve oportunidade, foi letal. Nos acréscimos, o camisa nove colorado aproveitou cruzamento de D’Alessandro e, por trás da defesa, decretou o 4 a 1 e confirmou a vitória de número 138 do Inter em Gre-Nais, 20 a mais que o Grêmio.

Na saída de jogo, confusão entre Tcheco e Edinho, que se estranharam e receberam o cartão vermelho. Com a confusão, a primeira etapa terminou aos 53 minutos.

No desespero, Roth realizou as duas substituições que lhe restavam no intervalo. Tirou Paulo Sérgio para colocar Souza e sacou Perea para o ingresso de Willian Magrão. Desde os primeiros toques na bola a torcida colorada gritava “olé”. A superioridade era tanta que o time de Tite tocou a bola de um lado para o outro por dois minutos seguidos.

O Tricolor não desistia. Com 20 jogadores em campo, os espaços começaram a surgir. Edinho fazia falta no sistema de contenção do Inter e a equipe começou a jogar nos contra-ataques. Anderson Pico esforçava-se para criar as jogadas pelo lado esquerdo. Mas o gol estava muito longe de sair. Com velocidade, ora com Alex, ora com Nilmar, os colorados levavam mais perigo.

Após linha de passe na área gremista, aos 28 minutos, Magrão perdeu gol feito ao chutar da marca do pênalti para fora. O Grêmio já estava batido e abatido em campo, esperando, apenas, a partida acabar para a situação não ficar mais constrangedora. Aos 39 minutos, Nilmar marcou, mas o gol foi anulado devido a impedimento de Gustavo Nery, autor do passe. Nos isntantes finais, o goleiro Clemer comandava o 'tá chegando a hora' gritado pela torcida colorada.

Leia também:

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 4 X 1 GRÊMIO
(Veja como foi o jogo lance a lance)

Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Data: 28 de setembro de 2008, domingo
Árbitro: Evandro Rogério Roman (Fifa-PR)
Assistentes: Roberto Braatz e Milton Otaviano dos Santos (ambos Fifa-PR)
Renda: R$ 728.200
Público: 42.590
Cartões amarelos: Gustavo Nery (Internacional); Orteman, Léo, Tcheco e Willian Magrão (Grêmio)
Cartões vermelhos: Edinho (Internacional); Tcheco (Grêmio)

Gols:
INTERNACIONAL: D’Alessandro, aos quatro, Alex, aos 28, Índio, aos 39, e Nilmar aos 46 minutos do primeiro tempo
GRÊMIO: Tcheco, aos 18 minutos do primeiro tempo

INTERNACIONAL: Clemer, Ângelo (Danny Moraes), Índio, Bolívar e Gustavo Nery; Edinho, Magrão, Guñazu e D’Alessandro (Taison); Alex e Nilmar (Adriano)
Técnico: Tite

GRÊMIO: Victor; Léo, Pereira (Jean) e Réver; Paulo Sérgio (Souza), Rafael Carioca, Orteman, Anderson Pico e Tcheco; Perea (Willian Magrão) e Marcel
Técnico: Celso Roth


Leia mais sobre: Grêmio Internacional Brasileirão



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo