iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

28/09 - 21:17

Elenco santista 'blinda' Rodrigo Sout após falha em gol da Lusa
"Quando vence, todo mundo vence, e quando empata e perde também", disse o treinador do alvinegro

Gazeta Esportiva

SAMTPS - Se há algumas rodadas o Santos chegava ao fundo do posso com o atacante Kléber Pereira reclamando e cobrando publicamente os colegas após as derrotas, o Santos mostrou que a união do elenco melhorou neste domingo, após o frustrante empate em 1 a 1 com a Portuguesa.

Após sair na frente com gol do artilheiro do Campeonato Brasileiro (o 19º na competição), a equipe não ficou nem dois minutos na frente e, após falha de Rodrigo Souto na saída de bola, viu Athirson empatar. O jogador admitiu o erro após o jogo, mas foi blindado pelos colegas e pelo técnico Márcio Fernandes, que não apontou culpado.

“O Souto é uma pessoa maravilhosa, com caráter e não tem nada disso. Quando vence, todo mundo vence, e quando empata e perde também. Não podemos crucificar um jogador, porque teve momentos em que ele foi de muito valor, porque não conseguiríamos sem ele. Temos é que trabalhar para corrigir essas falhas”, disse o comandante, após o jogo.

O meio-de-campo Roberto Brum foi outro a ‘blindar’ o colega de críticas e mostrar uma visão diferente sobre o lance. Para ele, o gol aconteceu por mérito do ala Athirson, que marcou pela primeira vez com a Lusa ao tocar na saída do goleiro Douglas.

“Por costume, nesse grupo, o time todo perde quando acontece isso. Sempre quando tem o gol do adversário, é porque houve uma falha, e quando em um gol nosso, é porque alguém se destacou. Não posso dizer que o gol do Kléber foi meu, mas eu também ganho o ‘bixo’ quando ele marca. É igual e eu prefiro dar méritos para o Athirson, que é um jogador experiente e fez o gol”, explicou o sempre bem humorado volante.

Roberto Brum ainda falou sobre o ambiente da equipe para provar que não há problemas com os atletas, mesmo com a falha de Souto e com o empate sofrido, que mantém o time perigosamente próximo da zona de rebaixamento.

“Normalmente, quando tem essa situação, nós nos acertamos no vestiário, sempre com carinho. Mantemos o ambiente de carinho, acho até que dá para vocês ouvirem as gargalhadas e brincadeiras. São nesses momento que precisamos mais disso e fico muito feliz de fazer parte desse grupo”, completou o atleta.


Leia mais sobre: Santos Rodrigo Souto



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo