iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

27/09 - 13:55

Presidente do Criciúma admite: elenco sofre com desentendimentos
"É uma situação que precisa ser revertida, e nós vamos chamar os dois atletas para que ocorra uma sintonia", disse

Gazeta Esportiva

CRICIÚMA - É cada vez mais complicado não falar de problemas no Criciúma. Nesta sexta-feira, após a derrota do time para o Paraná por 3 a 1 em Curitiba, até mesmo o presidente do clube, Édson Búrigo, admitiu que o elenco sofre com dificuldades de convivência.

Os problemas puderam ser vistos durante a semana, quando o zagueiro Cláudio Luiz e o atacante Luiz Mário chegaram a se desentender. Mesmo assim, o presidente do Tigre tentou colocar panos quentes na discussão e clássicá-la como uma divergência normal.

“Num grupo de 28 atletas, é normal que haja algum desentendimento. As opiniões divergem. É uma situação que precisa ser revertida, e nós vamos chamar os dois atletas para que ocorra uma sintonia. Só assim vamos alcançar os resultados que precisamos”, afirmou Búrigo, de acordo com o portal ClicRBS.

O tropeço no Durival de Brito deixou o Criciúma em situação bastante complicada na Série B do Campeonato Brasileiro. O time é o atual 15º colocado com 30 pontos, mas pode terminar a rodada na zona de rebaixamento, dependendo dos resultados dos jogos de Gama, Marília (que se enfrentam) e América-RN (que recebe o Juventude).

Mas se o presidente do Criciúma admite os indícios de crise, o técnico do time faz questão de negá-los. De acordo com Paulo Campos, o ambiente dos jogadores no vestiário é positivo, sem apresentar sinais de discórdia ou problemas de relacionamento.

“Nunca tive conhecimento de qualquer problema entre os jogadores. É com muita surpresa que estou recebendo este questionamento. O ambiente é sempre o mais positivo possível”, disse o treinador, que garante não favorecer a manutenção de titulares na escalação, independente da contribuição no passado. “Eu não levo em consideração o nome ou a camisa do atleta.”


Leia mais sobre: Criciúma Série B

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias