iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

27/09 - 15:02

Fifa começa a analisar projetos de sedes brasileiras para Copa de 2014
Os comissários da Fifa exporão os requisitos básicos às 18 cidades candidatas e estudarão seus projetos

EFE

RIO DE JANEIRO - Um comitê da Fifa começou hoje a estudar os vários projetos das cidades brasileiras candidatas a receber partidas na Copa do Mundo de 2014, antes da escolha definitiva das sedes do torneio que será realizado no Brasil.

"Este é um passo inicial importante, uma oportunidade para que, em reuniões individuais com todas as equipes das cidades, o Comitê Organizador e o da Fifa possam analisar as candidaturas de forma objetiva", disse o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira, no início do evento.

Os comissários da Fifa exporão os requisitos básicos às 18 cidades candidatas e estudarão seus projetos, em um seminário que se estenderá até a terça-feira no Rio.

Teixeira advertiu às candidatas que o Mundial de 2014 será organizado "de forma profissional e técnica", por isso seus projetos devem cumprir esses requisitos.

O diretor de competições da Fifa, Jim Brown, indicou que critérios como a localização dos estádios, o impacto ambiental e os meios de transporte serão levados em conta na escolha.

As cidades com mais chances de serem escolhidas, por já terem recebido a visita de um grupo de inspetores da Fifa, são exatamente as seis maiores áreas metropolitanas do país: Rio de Janeiro (com o Maracanã como provável sede da final), São Paulo, Brasília, Porto Alegre, Belo Horizonte e Salvador.

As doze cidades restantes deverão disputar as quatro ou seis vagas, das dez ou doze previstas pela Fifa.

Na região sul, concorrem Curitiba e Florianópolis. No norte são candidatas Rio Branco, Manaus e Belém. No nordeste, aparecem as cidades de Fortaleza, Recife, Maceió e Natal. Enquanto isso, no centro-oeste, Campo Grande, Cuiabá e Goiânia se apresentam como possíveis sedes.


Leia mais sobre: Copa do Mundo 2014

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias