iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

26/09 - 11:07

Rinaldo tenta se explicar, mas continua sem jogar no Fortaleza

Atacante alegou que 'não queria atrapalhar' e que não estava 100% fisicamente para ajudar a equipe

Gazeta Esportiva

FORTALEZA - O atacante Rinaldo tentou se explicar de seu pedido para não atuar pelo Fortaleza na partida contra o ABC-RN, nesta terça-feira, pela 27ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O jogador reforçou sua alegação de falta de confiança, mas garantiu que pode entrar em campo na partida do próximo sábado, 4 de outubro, quando o Tricolor hospeda o América-RN pela 29ª rodada da competição.

“Quero voltar o mais rápido possível, sou o mais interessado. Estou há sete meses sem jogar uma partida toda ou pelo menos meio tempo”, explicou Rinaldo, em entrevista à rádio CBN/O Povo, da capital cearense. “É ruim ficar treinando apenas fisicamente. Espero que a torcida entenda que eu quero ajudar, não quero atrapalhar. Minha estréia está prevista para sábado contra o América, e se o professor precisar estarei pronto. Se for para ficar no banco, também sem problema”, prometeu.

O atacante, apresentado antes da partida contra o Criciúma no último final de semana, tem contrato com o Fortaleza até o final de novembro, podendo negociar com qualquer clube depois deste período. Apesar do pouco tempo de contrato, Rinaldo pediu para não entrar nas partidas contra Criciúma (vitória por 2 a 1), ABC (vitória por 4 a 1) e Vila Nova (nesta sexta-feira), causando grande mal-estar na equipe.

Entretanto, o jogador negou que não tivesse condições físicas. “Eu estava treinando (no Goiás, seu ex-clube), mas em alguns coletivos eu ficava de fora. Estava só com a parte física, porque, no Goiás, são muitos atacantes”, disse, admitindo ter condições de atuar pelo menos 15 minutos.

“Eu não queria atrapalhar. Pelo momento que o Fortaleza estava passando (briga contra o rebaixamento), achei que poderia ajudar. Se eu entrasse no jogo e o Fortaleza estivesse perdendo, como ficaria a situação? Teria aquele cobrança em cima de mim... E se eu não correspondesse?”, questionou Rinaldo. “Mas todo mundo me conhece aqui e sabe que eu nunca fugi de responsabilidade. Vou encarar com naturalidade”, consertou.

Encostado no Goiás, onde era pouco aproveitado pelo técnico Hélio dos Anjos, o atacante tricolor admitiu ter recebido propostas de Ceará e São Caetano para disputar a Série B. No entanto, ele afirmou ter optado por voltar ao Fortaleza pela identificação que tem com a torcida e com o clube – mesmo depois das manifestações inconformadas da diretoria com seu pedido para não entrar em campo.

Mas Rinaldo garante: não teria motivos para esconder a necessidade de recuperar o nível técnico. “Ninguém me perguntou também. Foi tudo muito rápido. Me ligaram na terça-feira, acertamos na quarta e na quinta-feira eu estava aqui. Tive outras propostas e foi tudo muito rápido. Nesse momento ninguém perguntou nada, como estava minha situação”, disse o jogador, que admitiu que não pediria duas semanas em seu ex-clube para treinar antes de entrar em campo.

“No Goiás eu jogaria, porque eu quero jogar, evidente. Só que aqui, todo mundo me conhece e sabe como eu sou. Eu, aqui no Fortaleza, não estava 100% para ajudar do jeito que time precisava. Foram sete meses só treinando, e pelas circunstâncias, eu acho que não poderia ajudar o Fortaleza pelas expectativas que iriam colocar em mim. Conversei com o Heriberto (da Cunha, técnico) e ele entendeu a situação”, explicou-se. 


Leia mais sobre: Rinaldo Fortaleza



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
[x] fechar