iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

25/09 - 02:24

Flores: "Se jogássemos na altitude, venceríamos por dois gols"

Meia do Áncash lamenta que partida não tenha sido na altitude; companheiro garante que "dará a vida" no jogo de volta

Gazeta Esportiva

LIMA (Peru) - Do lado do Palmeiras, a ordem foi lamentar o campo sintético. Já para os jogadores do Sport Áncash, a grande lamentação no empate sem gols desta quarta-feira na Copa Sul-Americana ficou com a ausência de um companheiro de peso: a altitude. Por determinação da televisão, a equipe deixou a cidade de Huaraz (3.090 metros acima do mar) para atuar no estádio Nacional de Lima.

"Se tivéssemos na altura, ganharíamos por dois gols de diferença. De qualquer forma, todos viram que corremos, lutamos e buscamos o gol a todo o momento", lamentou o meia Flores, principal criador das jogadas do Sport Áncash.

O zagueiro Martínez seguiu a linha de raciocínio do companheiro e também acredita que a história seria diferente caso o jogo fosse realizado na altitude. Em relação ao encontro em Lima, o defensor colombiano acredita que o Sport Áncash falhou principalmente nas finalizações.

"Fizemos uma boa partida, trabalhamos bem a bola e sempre estivemos no ataque. Infelizmente, faltou o gol e fica um gosto amargo", lamentou Martínez.

Para o jogo de volta na semana que vem, até um empate pode ser suficiente para a classificação do Ancash, desde que seja com gols. Um novo 0 a 0 no Palestra Itália leva a decisão para os pênaltis.

"Será uma partida difícil no Brasil, mas temos que jogar da mesma forma que fizemos hoje. Só se passaram 90 dos 180 minutos do confronto. Vamos dar a nossa vida dentro de campo", prometeu Martínez.

Leia mais sobre: Sport Áncash Palmeiras Copa Sul-Americana



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
[x] fechar