iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

25/09 - 16:35

Andres chora ao se lembrar do rebaixamento

"Não dá para se esquecer do pior dia. Aquele jogo com o Grêmio não desmarca mais", disse o presidente

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - Mesmo com o Corinthians cada vez mais próximo do retorno à elite do futebol nacional, o presidente do clube, Andres Sanchez, demonstrou que o rebaixamento ainda abala. Nesta quinta-feira, durante o lançamento do filme “Fiel”, que abordará justamente a trajetória da equipe e da torcida do descenso ao acesso, o dirigente alvinegro não controlou as lágrimas ao se lembrar do jogo que selou o vexame histórico.

“Não dá para se esquecer do pior dia. Aquele jogo com o Grêmio não desmarca mais”, emocionou-se o mandatário corintiano, com a voz embargada, quando perguntado sobre qual cena escolheria para compor o documentário que será lançado no início do próximo ano. Andres, aliás, disse que irá dar o seu depoimento para entrar no filme, o que gerou a dúvida de que o projeto possa ser usado politicamente no clube.

Isto porque a previsão de lançamento do título coincide com a eleição presidencial marcada para o início de 2009 e na qual o atual mandatário será candidato. Serginho Groisman e Marcelo Rubens Paiva, os dois roteiristas de “Fiel'', trataram de poupar o presidente do desgaste e garantiram que o assunto não será abordado no filme, que tem como foco central mostrar “a fidelidade do torcedor corintiano”.

“Temos a demanda de fazer um filme dos torcedores. Não temos nem a pretensão, nem a idéia e nem o desejo de misturar política interna com o filme”, garantiu Groisman. “Estão nos ofendendo. Conheci o Andres ontem (quarta) e não tenho qualquer intimidade com ele. Queremos fazer um filme não factual. Colocar a eleição seria uma heresia com os torcedores”, completou Rubens Paiva.

Boa lembrança: Antes da cerimônia de lançamento do filme, o lateral-esquerdo André Santos e o zagueiro Chicão foram questionados sobre qual momento da temporada redentora do Corinthians não poderá faltar na obra. Ambos citaram a goleada por 4 a 0 sobre o Goiás, no jogo de volta das oitavas-de-final da Copa do Brasil, no Morumbi (os goianos venceram na ida por 3 a 1). “Foi inesquecível, a torcida não parou de cantar”, recordou André.


Leia mais sobre: Corinthians campeonato brasileiro



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
[x] fechar